Colunistas

Trevo perigoso

publicado em 15 de setembro de 2018 - Por Marcus Valle

A entrada do Bairro da “Serrinha”, próximo a “Água Comprida”, é perigosíssima.

Quem vem no sentido Bragança – Piracaia tem que entrar pela contramão. Quem vem do sentido inverso, não tem acesso. O local precisa de um retorno imediatamente.

No bairro falta asfalto em boa parte da estrada (3 km aproximadamente).

2 – Confusão no parque

No Parque das Araucárias, que é muito bonito e frequentado por ciclistas e adeptos de caminhada, o edil Quique Brown alertou que há um sério problema. Na administração passada houve uma permuta entre proprietários de lotes no local (que ficaram fazendo parte do parque) e a prefeitura (acertando o IPTU deles). Isso foi feito com vários proprietários, exceto com um, pois houve atraso no encaminhamento da documentação.

Nessa nova administração a permuta empacou (embora todos os secretários opinassem favoravelmente), e a prefeitura executou o IPTU desse proprietário dos lotes. Resultado: confusão total.

3 – Joguinhos e internet

Vários países já constataram os malefícios causados por jogos de computador, inclusive a China que é a maior fabricante. Aliás, eles querem proibir, limitar em uma hora o tempo das crianças em jogos online. Todos sabem que o ideal é que as pessoas devem desenvolver atividades físicas, passear sem levar celular ou usar internet. Mas não há como proibir… e sim conscientizar pais e filhos.

4 – Confusão

Essa administração municipal, por falta de um comado efetivo (o prefeito está afastado por licença) tem se complicado em alguns temas:

1 – As modificações no trânsito foram desastrosas. Aumentaram os engarrafamentos e há lentidão em vários pontos;
2 – As câmeras de monitoramento ficaram meses sem funcionar;
3 – Anúncios desencontrados entre funcionários;
4 – Obras de asfaltamento ou outras contratadas, estão atrasadas ou terminadas com defeito;
5 – Sistema de informática com problemas, atrasando procedimentos;
6 – Demora na aprovação e licenciamento de obras e atividades.

5 – Poluição sonora

Muitas reclamações sobre poluição sonora e desordens (brigas etc.) em locais diversos do município. Motocicletas com escapamentos abertos às centenas (outros veículos também) não estão sendo devidamente fiscalizados. O Código de Trânsito Brasileiro e a legislação sobre poluição sonora (Lei 4.049/09) proíbem tal situação.
Também há reclamações gerais sobre casas noturnas onde ocorre barulho, brigas etc.

Há estabelecimentos sem licença, outros extrapolando a licença ou agindo em desconformidade com ela. Há veículos de propaganda (ou de vendedores) com som altíssimo, incomodando a todos.

Muita reclamação também em locais (sítios, chácaras) onde se improvisam festas barulhentas.
São muitos casos, embora a Secretaria do Meio Ambiente se esforce em fiscalizar, precisa ter auxilio da polícia e outros setores.

6 – Projeto de lei

Um projeto baseado em lei aprovada na cidade de Indaiatuba, considerado legal pelo Tribunal de Justiça, deu entrada na Câmara, autoria da vereadora Beth Chedid e com minha co-autoria.

O projeto se refere à poluição sonora causada por rojões de estampido, que ultrapassem um número de decibéis suportável.

A lei permite o uso de fogos de artifícios sem grande barulho (aqueles que são coloridos, bonitos, com visual), mas restringe os que causam poluição sonora, que afeta as pessoas (principalmente idosos, doentes e com deficiência) e animais domésticos (muitos se ferem e até sucumbem com os estampidos).

Embora os rojões barulhentos sejam tradicionalmente usados, há uma tendência em restringi-los. Aliás, rodeios têm leis com restrições, espetáculos com animais também (circos, etc.), e na Inglaterra e Espanha modificou-se a permissão das “históricas” caça a raposas e as touradas.

O projeto deve ensejar grandes debates. A OAB local e associação de proteção aos animais já se manifestaram favoravelmente ao projeto. A Associação Brasileira de Pirotecnia manifestou-se contra.

7 – Folclore

Entre as enormes bobagens, radicalizações e teorias da conspiração que ouço nessa campanha eleitoral, destaco algumas citações engraçadas e não agressivas:

1 – 8 segundos na TV para Bolsonaro é o suficiente para expor suas ideias. E ainda sobram 8 segundos.
2 – Marina só fala em “debate” e em nada “bate”.
3 – Ciro “debate” e se ficar nervoso em todos “bate”;
4 –”Chama o Meirelles”. Ele usa esse slogan porque sabe que outro será o eleito… e que quer um ministro.
5 – Amoedo está crescendo. Seu ponto forte é que ninguém o conhece (e imagina o que quiser).
6 – O Cabo Daciolo é o Bolsonaro de menor patente.
7 – Álvaro Dias… plastificado e versátil… sorri e chora ao mesmo tempo.
8 – Alckmin…o”picolé de chuchu” que quer se transformar em Biotômico Fontoura (serve pra tudo) – placebo.
9 – Haddad vice, pretende dar golpe no Haddad presidente, e governar como Haddad?