Colunistas

Retrospectiva 2020 – Coletivo Socioambiental e Bragança Mais

publicado em 29 de dezembro de 2020 - Por Ambiente em Pauta

E lá se foi o ano de 2020!!! Um ano atípico, difícil, preocupante, mas acabamos aprendendo um monte de coisas. Tivemos que nos organizar com este “novo estilo e jeito de viver”. Assim aconteceu com todos nós, tivemos que nos adaptar.

O nosso grupo ambiental, Coletivo Socioambiental e Bragança Mais, sempre se reúne no início do ano para fazer o planejamento das várias ações e projetos que podemos desenvolver ao longo do ano. A pandemia acabou por nos desestruturar, como aconteceu com todo mundo. E agora, o que fazer? Como será? De repente foram aparecendo as lives dos artistas, de palestrantes, cursos e as redes sociais bombando. A quarentena nos disponibilizou mais tempo para assistir e interagir, nossa agenda era repleta de tantas lives.

Foi então que começamos a pensar: o caminho é esse, trazer assuntos e pessoas interessantes para palestrar, para nos informar, para trazer novas experiências para a discussão. Discutir os problemas ambientais e sociais, buscar informações, analisar experiências positivas.

Assim, descrevo aqui as 7 atividades online em formato de lives que organizamos e fizemos parcerias no decorrer do ano.

Nosso III Simpósio “Ambiente & Educação” em parceria com a Fesb, foi composto por 3 lives: “Mudanças climáticas”, “Biomas devastados” e “Resiliência ambiental urbana”. Muitos profissionais relevantes trouxeram novos conhecimentos, numa troca de experiências ambientais e sociais. Muito se falou sobre a restauração da biodiversidade, a degradação, o desmatamento e novas ações para evitar estes problemas. Os participantes, sempre interessados, aprenderam conceitos, se atualizaram e discutiram novas formas de ampliar o conhecimento e propor projetos.

Em sequência, realizamos a live sobre “Áreas em situação de risco, teto jardim e outras soluções para as enchentes”. Foi apresentado um diagnóstico e mapeamento das áreas críticas. Discutimos sobre a problemática em nossa cidade e foram levantadas algumas soluções.

O nosso grupo, acostumado a passarinhar nos parques e áreas naturais, não podendo fazer esta atividade trouxe uma live com especialistas na “Observação de aves”, em parceria com a Avistar Brasil. Foi interessante, porque este pessoal sempre tem histórias para contar além de muito conhecimento sobre as aves e seus habitats.

“Educação fogo cruzado “, uma live que nos mostrou a experiência de uma professora na cidade de Alta Floresta, no Mato Grosso, em uma escola comunitária. Ela contou as dificuldades desta escola que não possui tecnologia e pouca estrutura para educar. Eles aprenderam a conviver com tudo isto e também com as queimadas, frequentes na região. Aprendemos muito nesta pandemia, não só conhecimento e saberes , mas gentileza , solidariedade e união entre as pessoas; acredito que nasceu “um novo jeito de viver”. Aprendemos a olhar em nossa volta, a doar , a respeitar. Nunca vimos tanta gente se mobilizando, a doação nos faz feliz. Já diziam alguns pensadores.

Nossa última live ou podemos dizer “colóquio” (conversa, evento acadêmico) foi em parceria com a USF. O tema “Um olhar sensível sobre a restauração dos ecossistemas: por que é importante? Temas discutidos: paisagismo urbano, jardins botânicos , restauração das APPs (áreas de preservação permanente) e áreas degradadas na área rural e represa Jaguari. Colocação de uma proposta onde as pessoas vejam as praças e parques não somente como lazer e sim um contato maior com a natureza, a inserção da natureza no ambiente urbano. Questões das unidades de conservação (em áreas públicas e privadas) com atividades de educação ambiental, propostas de corredores ambientais para recompor a flora e fauna. Questões levantadas de grande importância do “patrimônio ambiental” de nossa cidade.

Concluiu-se que este conjunto de bens naturais de valor ecológico, cultural, paisagístico, histórico, social e econômico que denominamos “Patrimônio Ambiental” deve ser protegido e conservado. Sendo assim, devemos procurar reduzir ações que produzem impactos sobre o meio ambiente, a responsabilidade é de cada cidadão na preservação da biodiversidade.

Nossos textos semanais na Coluna Ambiente em Pauta, no Bragança-Jornal, com os mais variados assuntos sempre relacionados com o socioambiental, nos faz presentes, participativos, buscando sempre informar, atualizar, pesquisar e analisar temas. Propor soluções, buscar experiências boas e inovadoras.

Assim concluímos o nosso ano. Apesar da pandemia, acreditamos que as pessoas estão mais sensíveis ao meio ambiente, à sustentabilidade, ao menor consumo e ao desperdício.

Se você apreciou o texto, quer dar sugestão de novos temas no “Ambiente em Pauta” ou até completar ou questionar algo, entre em contato biamaia238@gmail.com

Bia Maia – Associação Bragança Mais e Coletivo Socioambiental