Colunistas

Raposão e o Caranval

publicado em 27 de fevereiro de 2020 - Por João Raposo

Primeiramente, se é verdade essa história que o ano só começa no Brasil após o carnaval, então Raposão quer começar a coluna de hoje desejando a todos um feliz e próspero ano novo! E que finalmente comece este ano de 2020!

Falando em carnaval, achei excelente o de Bragança, muito bem organizado e cada vez “acertando mais a mão” em relação aos anos anteriores, tanto no esquema de trânsito, na segurança, como na festa propriamente dita, com shows de artistas consagrados e tudo mais. Aliás, este ano foi bom demais, hein!?

Tanto o já consagrado Carnapraça, quanto o carnaval na avenida foram prestigiadíssimos pelo público e creio que tudo agradou de maneira geral.

Raposão parabeniza todos os envolvidos na organização desta festa e especialmente o pessoal da “limpeza”, que não mediu esforços para que tudo ficasse limpo o mais rápido possível.

E que agora comece 2020 “prá valer”!!!

“HOMENAGEM”

Raposão viu uma escola de samba “homenagear” o presidente Bolsonaro com um carro alegórico onde ele foi retratado como “palhaço”.

Óbvio que a intenção não foi homenagear, mas, sinceramente, se Raposão fosse Bolsonaro ficaria muito honrado com tal comparação, afinal o palhaço é uma profissão símbolo da alegria, da diversão, da pureza, do entretenimento e da inocência. E cada vez que o presidente é atacado, tenho visto muito bom humor nele, respondendo perguntas com respostas hilárias.

Enfim, se Raposão tivesse tido esse tipo de “homenagem” teria ficado muito feliz, afinal acho bem melhor ser comparado à vida de alegrias e dificuldades de um circo, do que de qualquer “outra coisa” que “prenda” a gente.

Raposão ama a liberdade!

FIM DA PROPAGANDA ELEITORAL

Raposão viu o senador Major Olímpio, em pleno carnaval, dar a notícia que a propaganda eleitoral gratuita foi banida por Bolsonaro. E que a tal propaganda “gratuita” não tinha nada “de grátis”, pois custava cerca de 500 milhões aos cofres públicos.

Enfim, como a notícia foi dada no carnaval, Raposão não conseguiu se inteirar completamente sobre como vai ser ou como vai ficar. Mas se está economizando 500 milhões já é um bom começo!
Aguardemos as próximas informações.

LAGO DO ORFEU

O popular lago do Jardim Europa, oficialmente chamado de Lago do Orfeu, está interditado desde o final do ano passado (meados de dezembro de 2019), tudo porque, pelo que consta, sua barragem precisava de reforço e diminuição da força atuante sobre ela.

Agora notícias chegam dizendo que por lá serão gastos dois milhões de reais e que, na verdade, o local servirá como um tipo de “piscinão”, que reterá água, evitando enchentes em outros locais.

Com “dois milhões” creio que o local deverá ficar belíssimo!

Aguardemos…

“MANOBRAS”

Não estou questionando nada ilegal e nem nada de errado, mas apenas mostrando a criatividade dos brasileiros quando a matéria é “leis”.

A lei 9.468/1996 proíbe a venda de bebidas alcoólicas em estabelecimentos comerciais (bares, restaurantes, clubes, hotéis, motéis, etc.) que estejam construídos em terrenos/locais com “acesso direito” às rodovias estaduais (“domínio” do D.E.R. – Departamento Estadual de Estradas e Rodagem).
Também há lei que proíbe acesso direto a posto de gasolina, ou seja, precisa ter um limite de distância para que tenha uma zona de aceleração ou desaceleração para adentrar ao posto.

Ocorre que a Avenida Dom Pedro, ali no nosso querido Lago do Taboão, que começa perto do Habib‘s e vai até próximo ao portal da cidade (onde agora tem uma base do SAMU), é considerada uma “rodovia estadual” e está sob o domínio do DER, ou seja, por ali não poderia ter alguns estabelecimentos comerciais, como um grande atacadista, posto de gasolina e uma rede de comida árabe, vendendo bebidas alcoólicas, etc. e tal.

Qual a solução para isso? Simplesmente fizeram uma “ruazinha” (que talvez não tenha mais de 150 metros) bem na frente de tais estabelecimentos e assim eles não estão mais construídos “na frente” de uma rodovia (e sim na frente de uma “ruazinha”, entendeu a jogada?) e assim podem vender cervejas, etc., e não precisam de área de desaceleração/aceleração. “Simples assim”!

E se Raposão não estiver enganado, essa história (de “fazer uma ruazinha na frente do estabelecimento”) também foi feita lá no antigo Poupatempo na estrada Bragança-Socorro, pois fizeram uma “ruazinha marginal” por lá também!

Isso que Raposão chama de uma autêntica manobra para contornar a lei!

Fala sério: o brasileiro tem de ser estudado pela NASA!

QUASE UMA TRAGÉDIA

Um caminhão tipo “cavalinho”, acoplado a uma enorme carreta, a que tudo indica, perdeu o freio na descida do Clube Literário na segunda de carnaval e só não aconteceu uma tragédia porque as ruas que ele passou direto não tinham nenhum carro cruzando. E antes que cruzasse a Avenida José Gomes da Rocha Leal e fosse parar nem sei aonde, o caminhão deu um “L”, colidiu com um poste e se imobilizou. O motorista foi socorrido e notícias dão conta que se encontra bem.

A pergunta que fica é como uma carreta desse tamanho chegou até a praça e aonde ia? Já passou da hora de espalhar placas pela região central proibindo tráfego de caminhões, pois tem apenas em alguns lugares e mesmo assim de maneira deficiente.

Tá dada a dica…

UM BOM RESTINHO DE SEMANA…

…a todos e na quinta-feira que vem tem mais (se Deus assim consentir), lembrando que Raposão aceita dicas, opiniões, críticas e, é lógico, elogios (desde já, os agradeço), que podem ser feitos via e-mail, telefone (ver ambos abaixo), “sinais de fumaça” ou cartas para redação do BJD, situada à Av. Antônio Pires Pimentel nº 957, Centro, Bragança Paulista, CEP 12914-000.