Colunistas

Raposão e a Zona Azul

publicado em 8 de agosto de 2019 - Por João Raposo

Muita celeuma está causando o decreto que aumentou o número de ruas da chamada “Zona Azul”, transformando praticamente todo o centro “expandido” da cidade em local que terá de pagar para estacionar.

Antes a Zona Azul era praticamente só no centro da cidade, mas agora foi ampliada para praticamente desde a Praça 9 de Julho (láááá no Taboão), até as proximidades do Bosque dos Eucaliptos (láááá no Lavapés), ou seja, praticamente de uma ponta a outra da cidade, em todo o setor comercial central (e até setores que nem muito comercio têm e nem muito “centro” é) vai ter Zona Azul “digital”.

E mais: as motocicletas passam a pagar também Zona Azul (cerca de “um” real a hora). Ah, e o preço para os carros subiu de R$2 para R$2,50 (“salgados” 25% de aumento, o que equivale uns 5 ou 6 anos de inflação). Quanto a este aumento de 25%, Raposão não se recorda qual foi o último concedido; se faz muito tempo, então os 25% não estariam abusivos, seria uma correção dos anos que não houve aumento. Mas, como citei antes, como Raposão não tem esse dado de quando foi o último aumento, não vou comentar a respeito, mas que parece ser bem “salgado”, aaaaa parece mesmo!

A verdade é que Bragança é uma cidade singular, suas ruas, absolutamente todas, são estreitas e apertadas. Quando digo nas minhas andanças pelo mundão afora, que na minha cidade não tem uma rua sequer de três pistas, as pessoas não acreditam!

Afinal, como uma cidade que beira os 200 mil habitantes não tem uma avenida, uma só que seja, de três ou mais pistas? Enfim, isso mostra o quanto o nosso sistema viário é obsoleto, arcaico. Obviamente que isso reflete nas vagas para estacionar. Mas, no momento, Raposão faz questão de frisar que achou demais exagerada a ampliação das ruas de Zona Azul.

Não havia necessidade.

OAB

Muito triste ver o presidente nacional da entidade, a qual Raposão é filiado, tomar posições partidárias; creio que isso não lhe compete (não como “presidente” da OAB!).

A verdade é que o presidente “nacional” da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, tem emitido opiniões “particulares” sobre o atual governo Bolsonaro, mas o problema é que ele fala “como presidente da OAB”, e isso Raposão acha errado! Aliás, um presidente eleito de forma indireta (os advogados não votam diretamente para presidente nacional da OAB), deveria se atentar ao comando da sua entidade e não tomar posições “estritamente” políticas.

Como presidente de uma classe, ele tem de entender que grande parte dessa classe pode não ter a mesma opinião política dele, enfim, deveria se calar e manter a imparcialidade da OAB, como aliás ela sempre se comportou, de maneira a zelar pela leis, ética e atenta a tudo que acontece em nosso país.

Do jeito que está se comportando, Felipe Santa Cruz perde, a cada dia, dezenas ou milhares de advogados que o apoiavam. Raposão é um deles.

SEMÁFORO DA “COLISÃO”

Tem um semáforo ali na Avenida dos Imigrantes, bem no acesso ao Jardim Europa, em frente ao Posto Europa, que está causando muitos acidentes. Raposão se refere especificamente ao “segundo” semáforo que tem bem em frente ao Posto Europa do Jardim Europa, sentido Lavapés-Taboão. Ocorre que ali tem dois semáforos em um espaço de talvez apenas uns 20 ou 30 metros.

O que ocorre por ali? Quando o primeiro semáforo “amarela”, o motorista aproveita para passar e aí dá de cara com este outro segundo semáforo, apenas uns 20 ou 30 metros à frente, que já fechou (“vermelhou”) e aí que ocorrem colisões traseiras, pois o motorista está preocupado com o primeiro semáforo que está no “amarelo” e não tem tempo de reagir (de frear) ou até mesmo de perceber que no segundo semáforo carros já pararam. E aí, haja colisão! Toda semana tem batida de carros ali!

A solução seria simplesmente aumentar o tempo desse segundo semáforo, de modo que quando o primeiro semáforo feche este segundo demore mais uns 5 ou 10 segundos para fechar, permitindo que os carros passem por ele, o que irá diminuir drasticamente a chance de colisão traseira por ali. Sei que explicar toda essa “engenharia” aqui no papel é difícil, mas se o DQPSEBP (Departamento Que Programa Semáforos Em Bragança Paulista) tiver interesse, basta contatar Raposão que vou “in loco” mostrar o problema. Meu celular está lá embaixo, no final desta Coluna.

FALTA DE SINALIZAÇÃO

Outro lugar que Raposão se oferece para mostrar um erro grave para o DQCPDT (Departamento Que Coloca Placas De Trânsito), é ali bem em frente ao Banco Itaú do Lago do Taboão. Por ali, quando o motorista vem sentido Lago-Banco (vem dali da feira de artesanato), ele dá de cara com a via dupla e, por mais que seja óbvio que ele tenha de entrar à sua direita, acredite, tem motorista “oreiúdo” que entra à esquerda, na “contramão, e assim vai até ao semáforo que fica em frente à Delegacia, ali da Praça 9 de Julho, quando então ele percebe o erro e volta para a sua correta mão de direção. O que Raposão já viu de motorista entrar ali na contramão, vixxiiiiii Mariiiaaaa!

Como explicar isso tudo por aqui é difícil, novamente Raposão se prontifica a ajudar e se o DQCPDT (veja o significado desta sigla escrito mais acima) ou a Secretaria de Mobilidade Urbana quiserem, basta contatar o Raposão que vou lá ao local mostrar o que está acontecendo. “Brigado”! De nada!

“BERTÃO”

Morreu Carlos Roberto de Lima Cézar, mais conhecido como Bertão. Foi presidente do Clube de Campo de Bragança um pouco antes de Raposão ter sido. Fez muito pelo Clube. Lembro que, na sua gestão, me deu grande apoio, ajudando a trazer torneios profissionais de Tênis, uma época de ouro, onde os melhores tenistas do Brasil jogavam aqui em nossas quadras. Estou citando o Tênis porque naquela época era “minha área”, mas Bertão fez muito pelos mais diversos esportes do Clube. Uma pessoa incrível! Inteligente, bem humorado, perspicaz, tinha tiradas incríveis, falava muita coisa “na lata” (para o nosso bem), e uma pessoa “divertida”, nos alegrava muito, enfim, deixa muitas histórias na lembrança de todos que o conheceram.

Quero apenas deixar esta simples homenagem ao Bertão! A vida é assim…as pessoas vão embora, partem, deixando com nós a saudade. Muita saudade! Siga em paz meu amigo Bertão! Até um dia…

UM BOM RESTINHO DE SEMANA…

…a todos e na quinta-feira que vem tem mais (se Deus assim consentir), lembrando que Raposão aceita dicas, opiniões, críticas e, é lógico, elogios (desde já, os agradeço), que podem ser feitos via e-mail, telefone (ver ambos abaixo), “sinais de fumaça” ou cartas para redação do BJD, situada à Av. Antônio Pires Pimentel nº 957, Centro, Bragança Paulista, CEP 12914-000. Acompanhem também Raposão na Internet, pelos sites www.bjd.com.br e no Facebook (Raposão João Raposo Advogados Associados) ou no Instagram (joao_raposo João Raposo Advocacia – Raposão).