Colunistas

Radio Bragança: FM?

publicado em 27 de fevereiro de 2021 - Por Marcus Valle

A rádio Cultura de Bragança Paulista (rádio Bragança AM) existe desde 1948, ou seja, há 73 anos. Já anunciou várias vezes que iria conseguir migrar para a faixa FM, o que sem dúvida alguma aumentaria em muito sua audiência e qualidade de recepção. Seria uma excelente opção. Mas, parece que o procedimento está parado.]

2- Nível baixo na represa

A represa Jaguari – Jacareí, que faz parte do Sistema Cantareira, está com 48% da sua capacidade (o sistema, como um todo, também está com menos de 50%). É um índice muito baixo para esta época do ano. Em 2015, chegou a menos de 7%, ficou tudo seco. Em tempo: A água da represa abastece a Grande São Paulo. Bragança Paulista é abastecida pela água do Rio Jaguari (cerca de 300 litros por segundo são retirados próximo à ponte do Curitibanos).

3- Prefeitura: finalmente

Depois de muitas cobranças e pressões, a Prefeitura resolveu interpelar a Energisa sobre os constantes cortes de energia elétrica do município.

A Câmara já havia cobrado várias vezes, mas o Executivo se omitia.

4- Estradas da região

Outro problema que aflige nossa região, que embora seja de atribuição estadual, afeta o Executivo local, é a questão das estradas Bragança – Socorro, Piracaia, Itatiba e Amparo, todas com obras anunciadas e não realizadas.

Sentindo o desgaste, o deputado Edmir Chedid está cobrando as obras, já que elas muitas vezes foram anunciadas por ele, baseadas em promessas do governo estadual (há vários anos).

5- Câmara: agiu bem

Uma das funções do Poder Legislativo é fiscalizar os atos do Executivo. Um dos instrumentos para isso é o pedido de informações (P.I.) que qualquer vereador pode fazer e a prefeitura tem a obrigação de responder em 15 dias.
Nunca alguém tentou tolher esse direito dos vereadores.

Mas nesta legislatura, vimos que a presidente da Câmara tentou “controlar”, para não dizer “impedir”, parte desses pedidos. Seria algo ilegal, que certamente a Justiça, se acionada, impediria.

Antes que o caso fosse judicializado, a Comissão de Justiça da Câmara e a liderança do prefeito no Legislativo impediram esse ato equivocado da Presidência e garantiram o direito dos vereadores.

Foi uma decisão que mostrou que o Legislativo não deve ser considerado uma mera repartição subserviente do Executivo. É um poder independente.

6- Mortes e nascimentos

Morrem por ano no Brasil cerca de 1 milhão e 400 mil pessoas, entre causas naturais, doenças, acidentes, crimes e suicídios. Nascem, cerca de dois milhões e seiscentos mil.

Em Bragança, são cerca de 1.100 mortes ao ano, e 2.000 nascimentos.

7- Pandemia

Situação da pandemia piora no país e também em nosso município. Enquanto a vacinação atrasa em função do desentendimento entre o governo federal com estados e municípios, parte considerável da população age de forma inconsequente, participando de festas, aglomerações e não usando máscaras.

8- Animais abandonados

Aumentou em 70% o número de abandono de animais (cães e gatos) durante a pandemia. No meio do ano, aumentaram as adoções (por carência das pessoas), mas meses depois, iniciou-se o abandono.

9- Folclore

Na advocacia criminal a gente vê coisas incríveis, desculpas espetaculares.

Certa vez, um rapaz foi acusado de, depois de uma discussão, ter esfaqueado uma pessoa. Em sua defesa, alegou que minutos antes havia sido mordido por um cão, que possivelmente estava com raiva, e o contaminou, fazendo com que ele (raivoso), atacasse a vítima.