Colunistas

Parabéns

publicado em 14 de setembro de 2018 - Por Pedro Marcelo Galasso

Parabéns aos responsáveis pela transformação do lobo em cordeiro.

Parabéns pela martirização daquele responsável pelas mensagens de violência e de ódio que servem como sua base política e que foram esquecidas por seus devotos e seguidores.

Parabéns pela vitimização do candidato e do grupo que defende a violência contra as minorias, contra as humanidades, contra a esquerda, na verdade, contra todos que não pensam da forma que eles.

Esquerda… palavra tão esvaziada de sentido e que foi apropriada por pessoas que nem de longe sabem o seu significado ou o porquê de suas lutas e ações. Figuras descontentes e ignorantes políticas que se apropriaram do termo sem sequer imaginar seu peso.

De um lado, os ignorantes; do outro, os idiotas.

Frases como “Bata em um fascista” ou “Com fascistas e bolsomitos é na porrada”, cheias de ódio e de irresponsabilidades são comuns aqui e nem de longe representam os ideais de revolução, de transformação ou da tão incompreendida violência revolucionária cujo horizonte hoje é tão distante que ela se torna mais que uma utopia. Pior que isso, são propagadas para combater o ódio e a violência de seus adversários, algo que marca a incoerência de uma época tão violenta.

Os responsáveis pelo atentado ao candidato Jair Bolsonaro só serviram para mostrar que somos um país de ignorantes, de pessoas que não entendem o sentido da democracia, pois se candidatos ruins se apresentam é justo afirmar que uma parcela significativa da responsabilidade é nossa e que, além de tudo, somos violentos.

Tão violentos que o candidato que defende o uso da força é vítima de seu próprio discurso.

O ataque ao candidato, cujas posições sou contra, é injustificável, irresponsável e aquilo que sua candidatura e seus correlegionários precisam.

Portanto, parabéns aos estúpidos e irresponsáveis idealizadores e apoiadores do ataque.

Verdade ou mentira, a única certeza é que a tendência é o piorar a partir de agora.

Os tempos nebulosos não se aproximam, eles, de fato, já estão sobre nós, nos cegando, nos oprimindo e nos fazendo trilhar o caminho, sem volta, da violência, do descaso e do desespero.

Esperemos pelo pior, afinal, o realismo e a visão clara dos fatos apontam nessa direção.

Parabéns, já que a Estupidez é o espírito de nossa época histórica.

Pedro Marcelo Galasso – cientista político, professor e escritor. E-mail: p.m.galasso@gmail.com