Colunistas

Minueto – Ignacy Paderewsky (1860-1941)

publicado em 4 de julho de 2019 - Por Odila Baisi

Ignacy Paderewsky parece ter sido predestinado à história. Sua técnica deslumbrante ao piano, a profundidade e a paixão de seu compromisso com o nacionalismo polonês, e até a longa cabeleira esvoaçante que coroava sua cabeça leonina faziam-no parecer de um tamanho sobre-humano.

Formado em Varsóvia, Berlim e Viena, fez inúmeras viagens por volta da virada do século, sempre defendendo o sonho de uma Polônia livre do domínio russo ou alemão. O tratado de Versalhes transformou esse sonho em realidade em 1919.

Como talvez fosse inevitável, Paderewisky foi eleito primeiro- ministro de uma Polônia recém-emancipada. Ocupou o cargo por menos de um ano, voltando em seguida a uma vida musical ainda florescente. O amor à pátria permeia grande parte de suas composições, inclusive seu concerto para piano de 1888, sua ópera “Manru”. Paderewsky nasceu em Kurylówka e morreu em Nova York.