Colunistas

Lavapés: Terra de Ninguém?

publicado em 15 de fevereiro de 2020 - Por Marcus Valle

Não bastassem os problemas de trânsito gerados pela antiga questão que agora estourou no ribeirão e na rotatória, comerciantes, alunos das escolas, moradores e transeuntes do Bairro Lavapés reclamam de dois sérios problemas:

1 – Moradores de rua
2 – Ponto de prostituição

Parte dos moradores de rua defecam, fazem sujeira, abordam pessoas pedindo dinheiro e dormem nas marquises do BIG e Casa Verde.

Embora haja o direito de “ir e vir” e deva se individualizar eventuais condutas criminosas, há danos constantes no local e deveria haver rondas e atendimento (encaminhamento desse pessoal).

Quanto à prostituição, a partir das 20h30, todos os dias, grupos de travestis fazem programa no local e também há atritos e brigas, isso próximo à Escola José Guilherme, na Av. São Lourenço com a Monteiro Lobato. São necessárias rondas e providências mais constantes para evitar delitos no local e que o Lavapés se torne uma área totalmente degradada.

2 –Esgoto no Lago da Hípica

Finalmente as obras de limpeza do Lago da Hípica estão sendo executadas. Porém, os moradores reclamam do cheiro fortíssimo nas águas. Pelo que parece, esgoto cai nas águas através de um riacho que deságua no lago.

3 – Enquanto não há perimetral

Caminhões de outras cidades continuam usando nossa cidade como atalho, para fugir do pedágio. Nossa ideia sempre foi coibir esse trânsito, permitindo o trânsito de caminhões locais e os de outra cidade que estão a serviço (fácil comprovar com notas fiscais).

A Prefeitura preferiu generalizar, e, através de um decreto, limitar o trânsito de todos os caminhões (inclusive os de Bragança). Com as câmeras havia fiscalização; sem elas, voltou o tráfego do atalho. São necessários fiscais e comandos em pontos estratégicos da cidade.

4 – Crônica anunciada: caindo a pista

Conforme já havíamos alertado, retirar toda a vegetação das margens do ribeirão Lavapés (pra frente do Legionários), onde havia declividade, poderia causar erosão, assoreamento do rio e até queda de parte dos barrancos.

Pois é… prometeram fazer uma obra rápida, reparando a vegetação através de replantio, mas… nada aconteceu e o local teve problemas. A feira livre foi até transferida.

5 – Destelhou

Outra obra prometida há muitos e muitos anos e que agora está sendo feita é nas margens do Tanque do Moinho (prédio do ECOA). No entanto, um vendaval destelhou boa parte da construção. Espero que isso não prejudique o contrato e o término da obra.

6 – Reclamação

Cidadão nos encaminhou e-mail preocupado com possível corte de árvores no Posto de Monta, para construção de um pavimento.

Fizemos Pedido de Informação a respeito, para que nos informe sobre a questão.

7 – Muito difícil

Último concurso da magistratura teve 23.000 candidatos e 86 aprovados. Isso dá 1 aprovado para cada 282 concorrentes por vaga.

8 – Direito

Foi noticiado esta semana que uma criança, menor de 12 anos, matou o padrasto que teria agredido sua mãe e seu irmão (se real a história, teria características de uma legítima defesa de terceiros, dependendo dos detalhes).
São raríssimos os casos de ocorrências de violência cometidas por crianças. Menos raros os que envolvem adolescentes dos 12 aos 18.

Adolescentes estão sujeitos a processo para apuração de atos infracionais (equivalentes a crimes), podendo sofrer medidas socioeducativas, a mais severa é internação por até 3 anos. Pela lei (ECA), não se aplicam tais medidas às crianças.

9 – Represas

A represa Jaguari – Jacareí estava esta semana com 52% de sua capacidade. O sistema Cantareira, que inclui essa e mais as represas Cachoeira (40%), Atibainha (40%) e Paiva Castro – Mairiporã (44%) está com 50% da capacidade. As outras do estado: Alto Tiete (85%), Guarapiranga (88%), Cotia (92%), Rio Claro (100,5%), Rio Grande (93%) e São Lourenço (94%) estão em situação bem melhor.

10 – Rápidas

1 – Nada foi feito no cruzamento da Rinzo Aoki com a XV de Dezembro (próximo ao campo de futebol do Tanque do Moinho). Continua tendo acidentes no local.

2 – E o Lago do Orfeu? Quando farão as obras?

3 – Lago do Taboão está supercheio. Melhor verificar as comportas.

11 – Folclore: Biggs de Bragança

Década de 80. Como advogado, fui nomeado para defender um rapaz acusado num assalto a um ônibus.
Ele e mais dois colegas, em duas motos, pararam o ônibus (vazio, sem passageiros, apenas com motorista e cobrador) e fizeram o assalto ao caixa. Tinha o preço de três passagens, seria hoje menos de 15 reais.

Brincando com ele, fiz o cálculo de gasolina que eles gastaram com as motos para chegar ao ônibus e concluí que o assalto deu prejuízo. Até hoje, eu, quando o vejo (ele está regenerado), falo:
– Como vai o nosso Ronald Biggs?

No começo ele não entendeu a brincadeira, mas quando ficou sabendo que se tratava do autor do assalto milionário ao trem pagador de Londres, um dos maiores da história, me disse:
– Doutor, vai à P.Q.P.!!!