Colunistas

Escolas Pe. Aldo Bolini e Maria Siriani

publicado em 20 de outubro de 2018 - Por Marcus Valle

         Professores e funcionários das escolas Padre Aldo Bolini (21) e Maria Siriani Del Nero (54), total de 75, estão inconformados em serem transferidos de suas unidades para outros locais, em virtude da chamada gestão compartilhada (terceirização da mão de obra na Educação). Todos achavam que essa medida só seria tomada nas novas escolas e creches.

Numa reunião na Câmara Municipal, a Secretária da Educação, argumentou que a decisão que tomou é técnica e tem base legal.

Vários vereadores (eu, Quique, Mario B. Silva, Gabriel e Sidney) pediram a reconsideração dessa medida, por entendê-la desnecessária, e que irá causar prejuízos aos funcionários e alunos.

2 – Obesidade Infantil

          No Brasil, entre 10 e 18% das crianças (0 – 12 anos) e adolescentes (12 – 18 anos) apresentam sinais de obesidade, que se mantêm (na maioria dos casos) na vida adulta. As conseqüências são conhecidas (infarto, derrame, diabetes, hipertensão, etc.).

Testes científicos demonstram que 90 % das crianças que na idade de 3 anos já tinham sobrepeso, continuaram a engordar na adolescência e se tornaram obesas (New England Journal of Medicine). É fundamental que as autoridades de saúde pública estabeleçam orientação rigorosa sobre o tema, desde os primeiros anos de vida.

3 – Excelente observação

          No domingo, no setor de quadradinhos da Folha de São Paulo, uma excelente tirinha de autoria de André Dahmer, diz:

“Brasileiros! Não caminhem em direção ao abismo!”

“Não! Não é para correrem em direção ao abismo!”

4 – Pesca ilegal

          No Tanque do Moinho há muitos casos de pesca ilegal com redes armadas e tarrafas.

Há várias denúncias de moradores das proximidades.

Eu, que lá pratico remo toda semana, já tive oportunidade de desarmar e cortar redes e de ver gente “batendo tarrafa”.

Nunca vi fiscalização nas centenas de vezes que fui ao local.

5 – Infernal

          Difícil de aguentar os telefonemas constantes de empresas querendo vender de tudo: planos, internet, telefones, serviços bancários, cartões etc.

6 – Escorpiões

          Escorpiões têm aparecido em vários bairros do município. Se abrigam em locais sujos, madeira velha empilhada, têm cerca de 5 a 7 cm (o amarelo) e se alimentam de baratas.

As últimas reclamações que recebemos são da Vila Aparecida (Rua Itararé), e Jardim Morumbi.

A Vigilância Sanitária, que já faz um bom trabalho, foi notificada.

7 – Extinção do Ministério do Meio Ambiente

          Para o ecossistema é péssima a notícia de que o candidato Bolsonaro pretende, se eleito (e as chances são enormes), extinguir o Ministério do Meio Ambiente, tornando-o um setor do Ministério da Agricultura (que teria, conforme já se anunciou, o presidente da UDR como ministro).

8 – Equilíbrio, Agricultura e Meio Ambiente

          É importante compatibilizar o agronegócio (que é importantíssimo e fundamental para o país) com a defesa ambiental.

Mas se a maioria dos agricultores trabalha dentro da lei, respeitando o “desenvolvimento sustentável”, há os que querem poder fazer tudo, e se não houver controle, teremos enorme desmatamento.

Seria também horrível, o contrário, um “ecoxiita” proibindo tudo, e dificultando a atividade agrícola.

Portanto, a extinção do Ministério, poderá ser um desastre para o Meio Ambiente e consequentemente à imagem do país, no exterior (com consequências econômicas futuras, até para o agronegócio e as exportações).

9 – Não foram eleitos

          Muita renovação entre os deputados federais.

Algumas surpresas entre os não eleitos. Entre os nomes conhecidos, tiveram votação insuficiente: Guilherme Campos (PSD- 59.615), Fernando Capez (PSDB-66.924), José Aníbal (PSDB- 46.751), Beto Mansur (PP- 27.613), Penna (PV-14.528), Roberto Freire (PP-24.914) e Thereza Collor (PSB- 9964 votos).

10 – Renovação?

          Mas a renovação não foi assim tão criteriosa.

Se elegeram: Kim Kataguri (465.751 votos); Policial Kátia (264.013) a que matou um assaltante em legítima defesa na porta da escola; Pastor Feliciano (da cura gay – 239.784); Alexandre Frota (155.334) e Tiririca (435.855).

11 – Dica de livro

          Todos sabem quem foi “Tiradentes”, mas tem aquela visão superficial, rápida e heroica das aulas de história do Brasil.

Mas uma obra recente do jornalista e escritor Lucas Figueiredo, Ed. Cia das Letras, 384 paginas mais 180 de citações e índices, contam de forma detalhada a chamada Inconfidência Mineira, como começou, como terminou, e as traições (Joaquim Silvério dos Reis e outros).

É um livro leve e gostoso de ler. E a historia é de verdade. Confira.

12 – Folclore: Queria ser um pássaro

Semanas atrás, eu e a Rosana tomávamos café em uma pousada, num lugar super “natureba”, Mata Atlântica.

Muitos pássaros coloridos nas árvores e uma senhora nos servia o café com cara triste. Nisso, um pássaro monta sobre o outro numa árvore próxima, e a mulher exclama, como se estivesse sozinha:

“Até os passarinhos fazem amor e eu… nada”.