Colunistas

Entrevista: Sensei Marcos Naldi

publicado em 14 de março de 2019 - Por Juninho Boi

Marcos Naldi, 59 anos, Faixa Coral 6º Dan de Judô, 6 vezes Campeão Brasileiro, 8 vezes Campeão Paulista, 3º lugar na Argentina, 3º lugar no Mundial 2007.

Com esses expressivos títulos, o atleta e Mestre Naldi se consagrou o Judoca mais premiado da história de Bragança Paulista, e hoje teve uma descontraída conversa com Juninho Boi, que são amigos de longa data.

É VERDADE QUE VOCÊ QUASE FOI EMBORA PARA O JAPÃO PARA DAR AULAS ?

Sim, em 2008 eu já era faixa marrom de Jiu Jitsu, e um aluno meu de Judô abriu uma academia no Japão, e me fez um convite para ministrar aulas lá, mas infelizmente não consegui o visto e não pude ir.

QUAL SUA PARTICIPAÇÃO COM O JIU JITSU EM BRAGANÇA PAULISTA?

Em 1995, eu senti necessidade de buscar o Jiu Jitsu pra completar o meu jogo de chão, que faz parte do Judô. Fui a Atibaia, onde o mestre Moisés Muradi ministrava aulas em uma sala, e em conversa com ele, conseguimos trazer a modalidade para Bragança com o professor Juliano Prado e depois com Flávio Padilha, que não residem mais em nossa cidade.

CONTE SOBRE SUA FAIXA PRETA DE JIU JITSU

Me iniciei com o professor Juliano Prado junto ao professor Flávio Padilha, após trazê-lo para Bragança, em cima da Moto Esquina na Pires Pimentel.

Nessa época saíram inúmeros professores que até hoje dão aulas em nossa cidade, e após a ida do professor Flávio Padilha, comecei a ter aulas com o Mestre Moisés Muradi, e fui promovido a faixa marrom.

E depois treinei com o professor Zé Macaco e peguei a Faixa Preta das mãos do Mestre Otávio de Almeida, que hoje é presidente da Federação Paulista de Jiu Jitsu (FPJJ).

QUAL SEUS PLANOS NO JUDÔ

Continuar dando aulas no projeto social Criando Campões, assinar todos diplomas e a parte burocrática devido a minha graduação, e deixar essa nova geração fazer o papel do que eu sempre fiz em toda minha vida, que é levar o Judô a sério, afinal são 51 anos na modalidade, desde os 8 anos de idade.

E HOJE VOCÊ AINDA TREINA OU COMPETE?

Devido às heranças das competições e fortes treinamentos, hoje tenho dores no corpo todo, artrose no joelho, mas faço meus treinos semanais para me manter sempre em forma e também para incentivar a garotada, mas competir estou impossibilitado.

QUAL SEU GOOPE FAVORITO NO JUDÔ

Para ser campeão no Judô, você precisa ter um arsenal técnico, mas o Morote-Seoi era meu preferido, quando entrava o golpe, era fatal, esse já me rendeu muitas alegrias nas competições.

QUAL A MENSAGEM QUE O MESTRE DEIXA PARA OS PROFESSORES DE BRAGANÇA?

Para o pessoal competitivo, que façam seus treinamentos com muita humildade, quem sem ela, você não chegará lá, só vai arrumar inimigos no trajeto.

Seja vitorioso para você, para se sentir bem, e não se vanglorie por isso, se você faz para você, com certeza terá o reconhecimento do outros que te acompanham.

COMO VOCÊ VÊ ESSE COMÉRCIO DE FAIXAS NAS ARTES MARCIAIS?

Triste, triste, hoje o pessoal está mais preocupado em sair na foto nas redes sociais, em ter o Kimono com propagandas, com adesivos, e não se preocupando com a parte competitiva e técnica.

Hoje em dia eles não querem se preocupar com uma rotina de treinamentos, de alimentação balanceada, e sim com a troca de faixas para se vangloriarem perante o próximo, e parte de alguns professores de artes marciais acata e entrega faixas fazendo delas um comércio por troca de dinheiro, infelizmente.

E com essa postura de alguns professores mercenários, acabam atrapalhando o trabalho de pessoas como nós, que levamos a modalidade a sério, porque levam os praticantes a ir para o lado mais fácil e assim sendo enganados por esses professores mercadores, tirando o espaço de bons profissionais da luta.

Mas tenho certeza que de um jeito ou de outro, a verdadeira mensagem vai chegar a todos, pois ninguém engana ninguém por muito tempo, ainda mais dentro das artes marciais, que é um esporte individual, onde ninguém pode te ajudar na hora que está valendo.

DEIXE UMA MENSAGEM AOS PROFESSORES DAS ARTES MARCIAIS

Hoje os professores (enganadores) estão preocupados apenas em promover sua academia nas redes sociais, e não buscar realmente que é o objetivo principal, que é formar campeões, que isso sabemos que é muito difícil, mas que pelo menos formem pessoas de caráter, de boa índole, dar uma boa educação dentro do tatame para adultos e crianças que se matricularem em suas academias, sendo no Judô ou no Jiu Jitsu.

JIU JITSU: JUNINHO BOI CAMPEÃO SUL BRASILEIRO NO SUL
O atleta Juninho Boi venceu o campeonato Sul Brasileiro de Jiu Jitsu 3 semanas atrás em Florianópolis-SC.
O atleta venceu 3 combates e subiu no lugar mais alto do pódio pela Confederação Brasileiro de Jiu Jitsu.