Colunistas

Doação à biblioteca

publicado em 3 de agosto de 2019 - Por Marcus Valle

A coleção de Agatha Christie (obras de mistério) lançada pelo Grupo Folha faz grande sucesso. Comprei todos os títulos lançados e, depois de lê-los rapidamente, os doei à Biblioteca Municipal.

Afinal, as verbas para compra de livros novos não ocorrem com a devida celeridade.

2 – Obras no prédio

As obras de reforma do prédio do antigo Colégio São Luiz estão em bom ritmo. Se continuarem assim, terminará na atual administração e teremos lá um Centro Cultural.

No entanto, ouvimos dizer que a Biblioteca Municipal não irá pra lá. Será verdade?

O ideal seria que fosse.

3 – Ginásio de Esportes em obras

Está sendo anunciada obra (reforma) no Ginásio de Esportes do município (Lourenção). É ótimo que seja reformado.

No entanto, em Bragança, os Ginásios de Esportes são utilizados para tudo (reuniões religiosas, comércio, festividades, feiras etc.), e até para esportes (pasmem).

Em Bragança falta um Centro de Convenções, para que os Ginásios não sejam danificados, destruídos e ocupados indevidamente.

4 – Ginásios de Esportes: deteriorados

Já fizemos leis anteriormente, proibindo que Ginásios de Esportes sejam utilizados para atividades não esportivas.
Afinal, é obvio que isso além de destruir o piso, impede a utilização esportiva nas datas de ocupação.

Mas, por pressão de grupos que utilizam o local (igrejas, associações etc.) nossa lei foi revogada. Resultado: de tempos em tempos, nossos ginásios são estragados, fechados, reformados, depois novamente estragados, fechados e outra vez reformados.

É um círculo vicioso. E nada de “Centro de Convenções”.

5 – Transtornos mentais: dados assustadores

Dados publicados em extensa reportagem da Revista Superinteressante de julho de 2019 assustam.
6% da população brasileira sofre de depressão, 5% de ansiedade e mais 2% de outras patologias mentais.
13% de pessoas com doenças mentais é um índice muito alto.

Se tivermos o mesmo índice aqui em Bragança (há variação para mais e para menos, em cada região) seriam 9 mil pessoas com depressão, 8 mil com transtorno de ansiedade e 3 mil com outras patologias mentais. 20 mil, numa população de 160 mil pessoas.

Aliás… a reportagem da revista é muito bem feita, e demonstra os sintomas, a evolução dos tratamentos e as consequências desses problemas.

6 – A morte das abelhas

Estão sendo exterminadas diversas espécies de abelhas em todo país. Isso causará sérias consequências ambientais, já que elas são responsáveis pela polinização das flores (além de afetar a economia, apicultura etc.).

O motivo aparente são os agrotóxicos usados de forma indiscriminada. Além do mais, a política ambiental predatória do atual governo federal (que é totalmente incentivador ao desmatamento, ocupação de terras indígenas, mineração, liberação de agrotóxicos e desativação da fiscalização ambiental) está agravando o problema.

7 – Rápidas

1 – Está sendo reformado o estádio municipal Cícero de Souza Marques. Muito bom.

2 – Trânsito horroroso em vários pontos da cidade (engarrafamentos, lentidão, sinalização deficiente, cruzamentos perigosos etc.). Algo urgente precisa ser feito.

3 – Depois de muito critério, poucas nomeações e cargos de confiança, prefeitura está nomeando agora (tanto de forma direta, como nas prestadoras de serviços de saúde etc.).

4 – Rádio AM irá virar FM. Não se fala mais no assunto.

5 – O tapume que pega mais da metade da calçada e dificulta a passagem de pedestres próximo a Vitrine do Lago, continua lá. Já solicitamos providências várias vezes para a Prefeitura, mas até agora nada.

8 – Folclore: assistiu filme em 3D

O Antônio Sonsin na década de 80 foi numa cidade da região, na casa de uma garota (não sei se namorada ou amiga) e passou por uma situação inusitada.

Eles chegaram na casa, a garota foi tomar banho e deixou ele sentado na sala, assistindo um filme na TV.

Nisso uma barulheira. Os dois irmãos da moça entraram na sala, gritando, brigando, o mais forte perseguindo o menor e dando tapas e pontapés, e o outro, que fugiu para a cozinha, sendo perseguido.

Segundos depois, eles voltaram para sala, na posição invertida, o grandão fugindo na frente, e o menor com um martelo, perseguindo e gritando: – “vou te matar”.

O Sonsin, atônito, nada fez, e eles provavelmente saíram da casa.

Nisso a moça voltou, ele assustado narrou o fato a ela, que disse, sem se alterar:

– Ah… às vezes eles discutem. Coisas de irmãos.