Colunistas

Dia Mundial das Aves e lançamento da campanha “De Olho na Coruja”

publicado em 9 de outubro de 2018 - Por Ambiente em Pauta

Na última sexta-feira, 5 de outubro, comemoramos o Dia Mundial das Aves. Segundo a Lista das Aves do Brasil, lançada no ano de 2015 pelo Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos, nosso país é o segundo em número de espécie de aves no mundo.

O Brasil possui 1.919 espécies de aves, que correspondem a 20% das aves no mundo. Essa lista passa por revisões periódicas, podendo aumentar seu número de espécies a cada revisão. Porém, destas 1.919 espécies, 152 sofrem risco real de desaparecer da natureza num futuro não tão distante. De acordo com a IUCN (International Union for the Conservation of Nature) publicada em 2012, o Brasil é o país com maior número de espécies de aves ameaçadas de extinção.

Uma prática que vem auxiliando na proteção e identificação das aves, além de proporcionar diversão, contato com a natureza e incentivo turístico nas cidades, é a “Passarinhada”, que consiste na observação, registro fotográfico e identificação das aves que são encontradas pelo trajeto em que se faz uma caminhada. Essa prática colabora com a preservação das espécies e motiva crianças, jovens e adultos a se interessarem não apenas pelas aves, mas também pela preservação e cuidado do meio ambiente.

Bragança Paulista é um exemplo de município que aderiu a prática e frequentemente organiza Passarinhadas pelos parques da cidade. De acordo com o site WikiAves, direcionado à comunidade brasileira de observadores de aves, já foram registrados em nosso município 270 espécies. Apenas no Lago do Taboão já foi possível identificar 69 espécies.

Foi através essa prática e com a união de esforços, que em 27 de março deste ano foi aprovado pela Câmara Municipal o projeto de lei 53/17 que institui a Coruja-buraqueira (Athene cunicularia) como a Ave Símbolo do nosso Município.

Tal aprovação foi uma conquista da população bragantina que participou das etapas de votação da ave símbolo, se interessou pelo assunto e estive presente nas Passarinhadas. Vale ressaltar que possuir uma ave símbolo permite expandir as possibilidades turísticas do município, além de aumentar as ações de conservação ambiental.
Com isso, também no dia 5 de outubro, foi lançada a campanha “De Olho na Coruja”, com o objetivo de mapear os ninhos das corujas-buraqueiras existentes em nosso município. Para isso foi criada uma pagina no facebook para que você possa compartilhar seus registros fotográficos dos ninhos das corujas com todos. Essa campanha é uma parceria da Associação Bragança Mais, Coletivo Socioambiental e Observatório de Aves do Butantan.

As aves são indicadoras biológicas, ou seja, se a situação está favorável para elas, indica que a situação também está favorável para o meio ambiente. Com isso, proteger as aves é um dever de vários setores da sociedade.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio – possui Planos de Ação Nacional para a Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção ou do Patrimônio Espeleológico (PAN), que consistem em políticas públicas pactuadas com a sociedade, que identificam e orientam as ações prioritárias para combater as ameaças que põem em risco populações de espécies e os ambientes naturais, e assim protegê-los.
Para saber mais:

De Olho na Coruja: https://www.facebook. com/deolhonacoruja/
Lista de Aves do Brasil do Comite Brasiliro de Registros Ornitológicos – 2015: http://www. cbro.org.br/PDF/Piacentini%20et%20al%20 2015%20RBO.pdf

Planos de Ação Nacional para a Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção ou do Patrimônio Espeleológico (PAN): http://www.icmbio.gov.br/portal/faunabrasileira/planos-de-acao-nacional?limitstart=0

Raquel da Silva Pinto, Engenheira Ambiental e Sanitarista, colaboradora do Coletivo Socioambiental e Associação Bragança Mais