Colunistas

Correios falhando

publicado em 16 de fevereiro de 2019 - Por Marcus Valle

Muita gente continua reclamando dos Correios. Pessoas que perderam prazos para recursos de multas, pagamentos, eventos etc., estão revoltados.

2- Pedido ao JARI

Através da Câmara, enviamos requerimento à JARI local (que julga as multas de trânsito) solicitando que considere como “caso fortuito” a perda de prazo de várias pessoas para recorrer a multas.

Sim, pois a questão de atraso na entrega dos Correios é fato público e notório. Portanto, se atendido nosso pedido, as pessoas vítimas de atrasos nas entregas de notificações não perderiam o prazo.

3- Acesso à Serrinha

O DER ignora um verdadeiro absurdo que é a entrada para o Bairro da Serrinha, próximo à Água Comprida. O local é perigosíssimo. No sentido Bragança- Piracaia, os carros têm que invadir a contramão para acessar a estrada (não há acostamento). Quem vem no outro sentido, enfrenta um enorme desnível e também não há acostamento.

Eu e a vereadora Fabiana temos nos manifestado constantemente sobre esse local, mas nada foi feito. Vai morrer gente lá.

4- Transporte escolar

Vereador João Carlos tem denunciado constantemente a precariedade dos ônibus que fazem o transporte escolar do município.

Exibiu na Câmara vídeos e fatos de ônibus deteriorados.

5- Contratações: Critérios

Como há comentários que nas novas creches do município, a I.B.C. contratou varias pessoas por pretensos apadrinhamentos políticos, os vereadores Quique, Marcus Valle, João Carlos e Moufid fizeram pedidos de informações pedindo a lista e o critério das contratações.

6- Taxa de lixo: tá certo?

Em relação ao aumento do valor da taxa de lixo em mais de 50% de um ano para o outro, todos protestaram porque a inflação do ano foi de menos de 5%. Quanto à legalidade, ficou uma questão, levantada na Tribuna Livre pelo Sr. Luis Alexandre Kastanopoulos.

Na taxa só pode ser cobrada a “coleta do lixo”,  não a varrição das ruas. Fizemos um pedido de informações para que a prefeitura esclareça se somou os dois valores (o que estaria errado), ou se ela se refere só à coleta.

7- Câmara Municipal

As Câmaras Municipais do Brasil sofrem críticas, assim como as Assembleias Legislativas, Câmara Federal e Senado. Reclama-se, e com razão, de auxílios, aposentadorias de parlamentares etc.

É bom que se esclareça que a Câmara de Bragança não tem, e nunca teve, vereador aposentado aos 8 ou 12 anos de mandato. Aqui não existe essa aposentadoria, só a normal do INSS.

Também não há qualquer verba de representação (havia, foi retirada, e vários vereadores, inclusive eu, jamais quiseram receber).

8- Rojões barulhentos

Em vários municípios aprovou-se legislação proibindo soltar rojões barulhentos e bombas. Fogos luminosos, sem grande ruído são permitidos. Em Bragança, projeto de lei de autoria dos vereadores Bete Chedid e Marcus Valle está em tramitação e já recebeu apoio da OAB, CONDEMA, várias entidades e pessoas físicas que cuidam de autistas, além de ONGs protetoras de animais.

9- Folclore: Não tá errado

Noutro dia estávamos lembrando de “respostas espetaculares” de alguns alunos a questões de provas.

Lembro-me que quando eu fazia Direito, o professor de “Medicina Legal” fez uma pergunta. Quando há dificuldades de se identificar o sexo do cadáver, a que órgãos se deve recorrer?

A resposta certa seria: Próstata e Útero, mas o aluno foi mais prático (aliás… muito prático):

“O órgão que se deve recorrer é o Instituto Medico Legal”.