Colunistas

Atenderam os pedidos e o bom senso

publicado em 18 de janeiro de 2020 - Por Marcus Valle

Logo após o carnaval do ano passado, muita gente protestou com relação a vários incidentes ocorridos no trajeto Praça – Cel. Leme- José Domingues. Fiação cortada, micção nas ruas, danos em residências, incidentes com moradores etc.

Tivemos um debate na Câmara e pedimos a mudança do roteiro. Reiteramos o pedido meses atrás.

Felizmente o pessoal da Prefeitura teve bom senso, e mudou a rota este ano para a Av. José Gomes. Melhor que o antigo.

2- Bebidas alcoólicas

No Brasil há um consumo considerável de bebidas alcoólicas (8,9 litros de álcool por habitantes acima de 15 anos/ano; no mundo é 6,4).

A cerveja é a bebida mais consumida – 12.256 milhões ao ano.

Depois vem: 2º) Cachaça 521, 3º) Vinho 312, 4º) Vodca 60; 5º) Uísque 39; 6º) Conhaque 30; 7º) Rum 19; 8º) Licor 18; 9º) Gim 5 (era apenas 0,4 em 2013), 10º) Saquê 4; 11º) Tequila 2.

3- Lagos urbanos

Lago da Hípica será desassoreado este ano, anunciou a prefeitura. Tomara. Isso está virando uma novela.

O lago do Orfeu, em parte esvaziado, não pode ficar assim por muito tempo.

Já o Lago do Taboão, que recebe reformas e até ciclovia para uso e passeio das famílias, não pode ter reduzida suas vagas de estacionamento, senão os frequentadores não poderão utilizar o local.

4- Mato e Buracos

Com as últimas chuvas, explodem na imprensa e redes sociais reclamações em diversos locais sobre mato nos bairros, parques e jardins, e buracos nas ruas, avenidas e calçadas. A prefeitura colocou funcionários para limpar e tapar buracos em alguns locais mais visíveis.

Mas há reclamações demais. Algumas que recebemos: terreno baldio na Maria Elisa Quadros, mato no Ciles São Miguel, Vila Aparecida (Praça Rua São Pedro), Jardim Recreio, Vila Bianchi, Hípica, Jardim São Miguel, (lago e rua José Garcia Gimenes nº96), esquina Posto de Monta, Águas Claras, Condomínio Colina das Pedras.

Buracos – Av. São Francisco, caminho ao Shopping, Araras dos Leme, Jardim São José, Santa Helena, Salvador, Markowicz, etc.

5- Ação popular contra licitação

O vereador Moufid entrou com uma Ação Popular para que não se faça a licitação das empresas de ônibus, alegando que a prefeitura irá subsidiar os serviços, e que será cedido terreno municipal à empresa vencedora, o que feriria as leis de responsabilidade fiscal, orgânica, e de licitação.

O promotor de justiça opinou pela concessão da liminar, alegando a inexistência de prévia reserva de dotação orçamentária para o subsídio, e previsão legal para cessão da área à empresa vencedora (o que dependeria de votação da Câmara).

O magistrado negou a concessão da liminar, alegando que a suspensão atrasaria a contratação, o que seria donoso, e não haveria tempo de resposta de prefeitura (pois a abertura da proposta seria naquele dia).

6- Plano Diretor

Em relação ao Plano Diretor que foi sancionado na semana passada, ele foi amplamente discutido pela Câmara, e os vereadores apresentaram várias sugestões de emendas que foram acatadas (mais de 140 em 366 artigos). Eu mesmo, auxiliado por técnicos, apresentei cerca de 20 sugestões de alterações que foram acatadas.

Discordo de alguns pontos, mas houve uma adequação após as discussões e debates.

7- Folclore

Campanha de Prefeito e Vereador. Eu, o Guilherme Gesuatto e uma nossa amiga advogada, fomos ao Bairro Curitibanos numa chácara para pedir votos.

Estava muito calor, e a nossa amiga foi de shorts.

Descemos do carro, e aconteceu um fato inusitado e constrangedor. Um cachorrão amarelo começou a se esfregar (com intenção sexual) nas pernas da moça.

O dono do cachorro veio correndo, puxou o cão, e se desculpou, com o que achou ser um elogio: – Não liga não. Ele é um cachorro muito…muito…esperto.