Colunistas

Até onde vai a irrelevância com o meio ambiente?

publicado em 5 de fevereiro de 2019 - Por Ambiente em Pauta

Ontem, hoje e provavelmente amanhã ainda, os resíduos sólidos continuarão espalhados por aí como se fosse “lixo”, na verdade é dessa forma que falamos mesmo, afinal é só um papelzinho de bala, ou só mais um copinho plástico, ninguém está vendo né?

Essas são algumas expressões que você, eu e quase todo o mundo já disse um dia, porém está mais que na hora de mudar, por fim pode ser realmente algo pequeno se visto dessa forma onde só tem você e seu próprio mundo, mas vivemos em conjunto e observando de forma maior, isso é uma atrocidade, pois são milhões de pessoas jogando um papelzinho de bala ou usando apenas “mais um copo”, que no final do dia no Brasil isso se totaliza em 720 milhões (ABRELPE, 2017).

É necessária atenção redobrada quando estamos falando das questões ambientais, simultaneamente tudo que é ambiental é também social e deve ser de nosso interesse. Não se sabe ao certo o porquê ainda grande parcela da população não se importa com esse debate, mas acredito que advém de diversos fatores, como a falta de conhecimento e acesso à informação, preguiça ao optar pelo mais fácil sempre e não buscar fazer o melhor, assim como a falta de base estrutural para que isso ocorra, e até mesmo nossa cultura fragilizada.

Nós ainda estamos muito conectados a essa velha cultura com velhos costumes, e para que haja a mudança que queremos ver no mundo é necessário que aconteça essa transformação, dado que é essencial que aquilo que tratamos como “lixo” se transforme em resíduos de importância que ajudem famílias a se sustentarem, assim como para nós, na hora de se alimentar, se vestir e viver no dia a dia.

É claro que atualmente não é possível ser totalmente ecologicamente correto, mas como todos os ciclos têm seus processos, podemos mudar aos poucos, começando hoje mesmo, nesse instante você pode fazer uma escolha melhor para você e para o mundo, pois todos nós somos beneficiados, você pode levar uma garrafa ou caneca para o trabalho e usar durante todo o dia, se estiver na rua e precisar descartar algo, apenas guarde consigo até a próxima lixeira ou até chegar em casa, ao ir para o mercado é possível levar sacolas ao invés de usar as de plástico do mercado.
Tudo é simples e possível, basta nos esforçarmos para fazer nosso melhor, e quando esquecer ou fizer errado, está tudo bem, depois temos outra chance de fazer correto novamente.

Laíza Teixeira Pedroso, Tecnóloga Ambiental, colaboradora do Coletivo Socioambiental e Associação Bragança Mais