Colunistas

A Valsa de Musetta, de “La Bohéme” Giacomo Puccini (1858-1924)

publicado em 28 de novembro de 2019 - Por Odila Baisi

Na ópera de Giacomo Puccini sobre a vida boêmia de Paris na virada do século, grande parte do interesse concentra-se na frágil heroína, Mimi, e em seu amado poeta Rodolfo. Mas há também dois outros enamorados na história: uma cantora, Musetta; e um artista, Marcello.

A inconstante Musetta briga com Marcello e, para modificá-lo, liga-se a um velho maçante cujo único atrativo é o dinheiro. Em sua “Valsa” do segundo ato, ela se ‘pavoneia’ (se mostra com ostentação, exibindo-se com alarde), mostra-se sedutora e exala sua independência e as virtudes do flerte. Mas em seguida avista Marcello. Com uma pressa típica, torna a se apaixonar loucamente por ele e vai embora, deixando o companheiro idoso com a incumbência de pagar a conta de todos os presentes.