Bragantino

Treinos fechados e mistério são as armas do Operário-PR para vencer o Massa Bruta

publicado em 8 de setembro de 2018 - Por Silvio Loredo

O Operário-PR faz mistério visando a partida deste domingo, contra o Bragantino. A comissão técnica decidiu fechar dois dias de treinamentos e não mais divulgar qualquer tipo de informação em relação à equipe.

O elenco se reapresentou na segunda-feira à tarde, e fez apenas trabalhos na academia na terça-feira. Na quarta, os jogadores trabalharam em dois períodos. Já as atividades de quinta e sexta-feira foram fechadas, alterando a programação inicial da semana.

O trabalho deste sábado será aberto, mas sem formações táticas, apenas com o tradicional rachão e cobranças de falta com os batedores oficiais. No treino de quarta-feira, o lateral-esquerdo Peixoto e o atacante Lucas Batatinha viraram dúvidas. O defensor até participou da atividade de manhã, mas foi poupado à tarde e, a princípio, não preocupa, enquanto o atleta ofensivo nem foi a campo para tratar de uma pancada no tornozelo.

Por outro lado, o centroavante Schumacher, que não atuou em Bragança em decorrência de um desconforto muscular, segue em tratamento e deve ser convocado. Já o volante Índio, que não joga há duas partidas, ainda não será relacionado.

O treinador não contará com o volante e capitão Chicão, que foi expulso e cumpre suspensão automática. A tendência é que Serginho Paulista ocupe a vaga.