Bragantino

Sul-Americana: Bragantino supera o Libertad e disputará final contra o Athletico-PR

publicado em 1 de outubro de 2021 - Por BJD
Artur, artilheiro da competição, marcou mais um (Ari Ferreira / Red Bull Bragantino)

Campeão paulista e vice brasileiro na década de 1990, o Bragantino vive novamente um grande momento, agora com o investimento da Red Bull – pela primeira vez em sua história decidirá uma competição internacional.

Em Assunção, capital do Paraguai, a equipe de Bragança Paulista não tomou conhecimento do Libertad mais uma vez e confirmou a classificação à final da Copa Sul-Americana ao vencer por 3 a 1, na noite de quarta-feira, 29.

No primeiro jogo, em Bragança Paulista, o Massa Bruta já havia vencido por 2 a 0. O adversário na final será o Athletico-PR, que bateu o Peñarol por 2 a 0 na Arena da Baixada, em Curitiba, na noite de quinta-feira, 30. O time paranaense também havia vencido o primeiro jogo, no Uruguai, por 2 a 1.

O JOGO

O atacante argentino Tomás Cuello, eleito o melhor jogador da partida, marcou os dois primeiros gols do Bragantino no jogo. Artur, que esteve apagado no primeiro tempo, apareceu mais na etapa final e marcou o terceiro gol do time. Artur é o vice-artilheiro da competição, com sete gols.

O gol do Libertad foi marcado por Melgarejo, no segundo tempo. Os paraguaios só não fizeram mais por causa das grandes defesas de Cleiton. O goleiro defendeu um pênalti cobrado por Diego Viera, e fez outras boas defesas na partida.

Como era esperado, o Libertad procurou apertar o Bragantino no primeiro tempo para tirar a vantagem dos visitantes. O Massa Bruta ficou à espera dos contra-ataques para surpreender. Em um ataque rápido, o Braga abriu o placar. Aos 8 minutos, Cuello recebeu na ponta esquerda, cortou para o centro e, de fora da área, chutou cruzado. A bola acertou o canto direito. Um belo gol do atacante argentino.

O Libertad teve a chance de empatar pouco tempo depois. Aos 14, Fabrício Bruno acertou o braço no rosto de Óscar Cardozo em um disputa dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Diego Viera bateu no meio, e Cleiton fez a defesa. O goleiro do Braga ainda fez outras boas defesas e garantiu a vitória parcial do Bragantino por 1 a 0 ao fim do primeiro tempo.

O Libertad voltou para o segundo tempo fazendo a mesma pressão que fez na etapa inicial. E aos seis minutos, encontrou as redes. Melgarejo aproveitou lançamento de Hugo Martínez e mandou para o gol. Três minutos depois, Cleiton fez duas defesas em sequência e evitou a virada do Libertad. Aos 11, Cuello recebeu assistência de Artur e, dentro da área, bateu rasteiro e cruzado para ampliar para o Bragantino.

Com o passar do tempo, o ritmo do Libertad diminuiu, e o Massa Bruta passou a aproveitar mais os espaços. Até que aos 37, Artur selou a vitória do Braga. O camisa 7 recebeu lançamento preciso de Luan Cândido e chutou rasteiro no canto. Gol que garantiu a vitória do Braga por 3 a 1.

COPA SUL-AMERICANA – SEMIFINAL (VOLTA)

LIBERTAD 1 X 3 RED BULL BRAGANTINO

Estádio Defensores Del Chaco
Quarta-feira (29/09/2021) às 19h15

LIBERTAD-PAR: Martín Silva, Mayada (Iván Ramírez – 20’/2ºT), Diego Vieira, Barboza e Vangioni (Espinoza – 40’/2ºT); Daniel Bocanegra, Hugo Martínez e Bogarín (Ferreira – intervalo); Enciso (Merlini – 19’/2ºT), Óscar Cardozo e Melgarejo. Técnico: Daniel Garnero

RED BULL BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Fabrício Bruno e Edimar (Luan Cândido – 31’/2ºT); Jadsom (Lucas Evangelista – 30’/2ºT), Eric Ramires e Praxedes (Natan – 10’/2ºT); Artur, Ytalo (Gabriel Novaes – 21’/2ºT) e Cuello (Helinho – 21’/2ºT). Técnico: Maurício Barbieri

GOLS: Cuello (8’ / 1º T); Melgarejo (6’ / 2º T); Cuello (11’ / 2º T) e Artur (37’ / 2º T)
Árbitro: Nestor Pitana-ARG
Assistente 1: Juan Belatti-ARG
Assistente 2: Cristian Navarro-ARG
VAR: Jhon Ospina-COL
CARTÕES AMARELOS: Diego Vieira, Barboza, Vangioni e Bocanegra (LIB)

Conversas no Facebook


Secured By miniOrange