Bragantino

Saldo positivo: Parceria Bragantino/Red Bull completa um ano

publicado em 27 de março de 2020 - Por Silvio Loredo
O TÍTULO DE CAMPEÃO BRASILEIRO DA SÉRIE B DE 2019 FOI O PRIMEIRO DESDE O INÍCIO DA PARCERIA COM O RED BULL (ARI FERREIRA/REDBULL BRAGANTINO)

No dia 26 de março de 2019, o presidente do Bragantino, Marco Chedid anunciou uma parceria que, em sua visão, iria eternizar o departamento de futebol do clube.

Mais do que isso, a nova empresa gestora desse departamento, a Red Bull, iria ajustar a estrutura do clube, suas cores e até seu nome fantasia.

A partir de então, o que se viu foi uma mudança radical no clube. A equipe que acabara de disputar o Paulistão e que só não foi rebaixada graças ao empate entre São Caetano e São Paulo na última rodada, incorporou atletas e comissão técnica do RB Brasil, que teve a melhor campanha da primeira fase da competição e sagrou-se campeã do Interior.

O novo trabalho começou a todo vapor e o resultado foi além do esperado, com o acesso para a Série A do Brasileiro e o título da Série B, algo traçado como meta para ser alcançada em até dois anos.

O investimento no clube já ultrapassou a casa dos R$ 80 milhões, ficando atrás apenas do Flamengo no atual momento do futebol brasileiro.

O resultado, até aqui, mostra um aproveitamento muito satisfatório. Em 48 jogos (38 na Série B do Brasileiro do ano passado e 10 no Paulistão deste ano), são 27 vitórias, 11 empates e 10 derrotas. Um aproveitamento de 64% dos pontos disputados. Entre o encerramento da temporada passada e o início de 2020, a saída do técnico Antonio Carlos Zago atrapalhou o planejamento elaborado.

A pré-temporada realizada na Argentina e o início do Paulistão teve o comando técnico de Vinicius Munhoz, contratado pela empresa para trabalhar no RB Brasil.

A chegada de Felipe Conceição como novo treinador, sua adaptação ao clube e dos jogadores com a nova forma de jogar, resultaram em instabilidades em alguns jogos. Ainda assim, os resultados foram bons – com a exceção da derrota em casa na segunda rodada para a Inter de Limeira, quando Felipe ainda não era o comandante da equipe, os demais resultados foram considerados normais.

Até a paralisação do Paulistão, o Bragantino, ao lado do São Paulo, eram as únicas duas equipes classificadas antecipadamente para a fase de quartas de final.

Independente do prosseguimento ou não da competição, as diretrizes traçadas para o Bragantino seguem corretas, e o resultado deste primeiro ano da parceria mostra um saldo positivo além das expectativas. SL