Bragantino

Presidente do Bragantino indica que não vai disputar a eleição da FPF

publicado em 4 de agosto de 2018 - Por Archimedes Costa

O “Movimento Renovação do Futebol Paulista” anunciou, por meio de carta assinada por Marco Chedid, que conseguiu ter sucesso nos esforços em buscar apoio de dirigentes das equipes.

Afirmou ter conseguido respaldo de representantes de pelo menos 28 times, entre os quais Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Santos, e uniu forças para reivindicar à Federação Paulista de Futebol uma série de mudanças e sugestões para ajudar os clubes.

Marco Chedid se apresentou no mês passado como possível candidato ou líder de uma chapa de oposição na próxima eleição à presidência da Federação Paulista de Futebol marcada para o próximo dia 30 de agosto conforme edital publicado na última segunda-feira. Agora ele indicou, em manifestação oficial na quinta-feira, 2, que não existe mais a chance de concorrer ao cargo ocupado por Reinaldo Carneiro Bastos.

Após apresentar uma lista com 12 reivindicações à Federação, Marco Chedid revelou que a entidade prometeu valorizar as categorias de base dos clubes e trabalhar visando um calendário integral para todos os times do interior que disputam a primeira divisão estadual.

Segundo o dirigente, muitas vezes os clubes menores ficam sem torneios para disputar ou não têm compromissos agendados para o restante da temporada, após o término de suas participações no Paulistão.

Informou ainda o presidente do Bragantino, que o movimento por ele liderado teve os objetivos relevantes esperados e que o diálogo foi aberto para atender as necessidades dos clubes.

“Houve muita sensibilidade por parte dos dirigentes, mostrando que o melhor caminho neste momento, de dificuldades econômicas do país, é de fortalecimento através da união do futebol paulista”, afirmou Marco Chedid, dizendo ainda que tudo caminhava para um acordo com a Federação, do que para uma disputa na eleição. O prazo para inscrição de chapas encerra-se no dia 15.