Bragantino

Massa Bruta é eliminado do Troféu do Interior pela Ponte Preta nos pênaltis

publicado em 18 de maio de 2021 - Por Silvio Loredo

Após ser eliminado na fase de quartas-de-final do Campeonato Paulista diante do Palmeiras, o Bragantino voltou a campo apenas dois dias depois, no domingo, 16, contra a Ponte Preta, pela semifinal do Troféu do Interior, no Estádio Nabi Abi Chedid.

Com os reservas em campo devido à partida diante do Talleres, na Argentina, pela Copa Sul-Americana, o time conseguiu o empate em 1 a 1 no tempo normal, mas foi derrotado nas penalidades.

Com a eliminação também no Troféu do Interior, o Bragantino encerra sua participação na competição estadual e volta suas atenções para, além da competição continental, o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil.

JOGO EQUILIBRADO

Mesmo sem os principais jogadores em campo, o Bragantino se impôs diante do adversário e abriu o marcador rapidamente. Aos 3 minutos, Helinho recebeu passe preciso de Cuello pela direita e cruzou para Chrigor abrir o placar. A Ponte respondeu na sequência com chute de longe, que desviou e foi para escanteio. As equipes seguiram trocando boas oportunidades.

Cuello novamente descolou um bom lançamento, desta vez para Gabriel Novaes, que ganhou da zaga e bateu por cima. Na sequência, Apodi recebeu dentro da área e bateu no canto direito. Júlio Cesar fez a defesa.

Na volta do vestiário, a Ponte Preta foi melhor e partiu para o ataque em busca da igualdade. E conseguiu logo aos oito minutos com Paulo Sérgio. Após Moisés soltar uma bomba dentro da área, Júlio César espalmou, mas a bola ficou viva e Paulo Sérgio brigou com o goleiro para empurrar para as redes, aos 8 minutos.

Depois, foi o Bragantino que passou a atacar mais. Luis Phelipe se destacou com duas boas chances, mas o goleiro Ygor apareceu bem. A Ponte Preta também assustou e poderia ter virado a partida em boas chances de Thalles. Uma em cobrança de falta com desvio, que passou perto do gol, e outra nos minutos finais quando o atacante chutou por cima da meta. Nos acréscimos, a Ponte ainda quase marcou com Bruno Michel, mas Júlio salvou o Bragantino e levou a partida para os pênaltis.

DECISÃO NOS PÊNALTIS

O primeiro finalista do Troféu do Interior foi decidido somente nas penalidades. Após Dawhan, Lucas Evangelista e João Veras converterem suas cobranças, Pedrinho, do Bragantino, desperdiçou e deixou a Macaca em vantagem. Bruno Michel e Hurtado marcaram os gols em suas cobranças, mas logo depois as duas equipes perderam: Júlio César pegou o pênalti de Thalles, e Cuello jogou a chance do Bragantino empatar a decisão para longe.

Na cobrança decisiva, Vini Locatelli converteu e classificou a Ponte Preta para decisão contra o Novorizontino, que na última segunda-feira bateu o Ituano por 4 a 0.

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO PAULISTA – SÉRIE A1
SEMIFINAL (TROFÉU DO INTERIOR)

RED BULL BRAGANTINO 1X 1 PONTE PRETA (2 X 4 nos pênaltis)
Estádio Nabi Abi Chedid (Bragança Paulista) Domingo (16/05)

RED BULL BRAGANTINO:
Júlio César, Weverton (Luis Phelipe – 42’/1ºT), Léo Realpe, Natan e Weverson; Luan Cândido (Lucas Evangelista – 29’/2ºT), Cuello e Pedrinho; Helinho (Ryller – 13’/2ºT), Gabriel Novaes (Hurtado – 13’/2ºT) e Chrigor(Leandrinho – 29’/2ºT). Técnico: Maurício Barbieri.

PONTE PRETA: Ygor Vinhas, Apodi (Marcos Junior – 35’/2ºT), Luizão, Ruan Renato e Felipe Albuquerque; Dawhan e Vini Locatelli; Renatinho (Bruno Michel – 17’/2ºT), Camilo (Thalles – 17’/2ºT) e Moisés; Paulo Sérgio (João Veras – 21’/2ºT). Técnico: Fábio Moreno

GOLS: Chrigor (3’/1ºT); Paulo Sérgio (8’/2ºT)
Árbitro: Salim Fende Chavez
Assistente 1:Daniel Luis Marques Assistente 2:Alex Alexandrino Árbitro de vídeo (VAR): José Cláudio Rocha Filho
CARTÕES AMARELOS: Luis Phelipe (BRA); Apodi, Camilo, Thalles, João Veras e Bruno Michel (PON)

Conversas no Facebook


Secured By miniOrange