Bragantino

Em partida movimentada, Braga cede empate para o Santos no último minuto

publicado em 20 de julho de 2021 - Por Silvio Loredo
Alerrandro “entrou com bola e tudo” para abrir o placar (Ari Ferreira / Red Bull Bragantino)

Bragantino e Santos empataram em 2 a 2 na noite do último domingo, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio Nabi Abi Chedid.

O Braga chegou a ficar na frente por duas vezes no placar, mas a equipe da Baixada Santista não desistiu e conseguiu marcar o gol de empate no último minuto de jogo.

Com o resultado, o Massa Bruta, até então vice-líder, caiu duas posições, ultrapassado por Atlético-MG e Fortaleza – adversário do próximo domingo, no Ceará – mas se mantém como único invicto da competição e apenas quatro pontos atrás do líder Palmeiras.

Não foi dessa vez que o Bragantino voltou a vencer em casa. A única vitória da equipe como mandante, em seis jogos, foi diante do Palmeiras, em 23 de junho. Nas demais partidas a equipe ficou no empate. O que tem feito a diferença a favor da equipe são os jogos como visitante, já que das seis partidas fora de casa, venceu cinco e empatou uma.

BRAGA MELHOR A MAIOR PARTE DO TEMPO

Os dois times dividem atenções na semana com a Copa Sul-Americana, mas só o Bragantino poupou: alguns dos principais jogadores entraram na etapa final, casos de Artur e Ytalo, por exemplo.

Ainda assim, o Bragantino foi melhor no primeiro tempo e conseguiu se impor diante do Santos desde o início, pressionando a saída de bola e provocando erros.

Num deles, Kaiky recebeu na “fogueira”, teve a bola roubada por Aderlan e viu o lateral encontrar Alerrandro sozinho na área para abrir o placar, aos 9 minutos. O Santos sentiu o baque e o Massa Bruta quase fez o segundo na sequência, com Praxedes rolando para Cuello acertar o travessão. À beira do campo, o técnico Fernando Diniz pedia quase que desesperadamente para o Santos subir a marcação e incomodar a saída do rival, algo que aconteceu poucas vezes. A melhor chance veio em cobrança de falta de Marinho, que desviou na barreira e quase enganou Cleiton.

O resultado parcial refletiu o melhor desempenho do Bragantino.
Já na segunda etapa o Santos conseguiu se impor desde o início com as entradas de Madson e Lucas Braga, aumentando a presença no ataque e conseguindo armar pelos dois lados.

A entrada de Felipe Jonatan na vaga do lesionado Moraes também contribuiu: o lateral-esquerdo entrou bem, criou pelo seu setor e foi o responsável pelo cruzamento na cabeça de Marcos Guilherme, que exigiu boa defesa de Cleiton e pegou o rebote para empatar o jogo, aos 24 minutos. Maurício Barbieri respondeu com as entradas de Ramires, Artur e Ytalo, que incomodaram demais a saída de bola santista e fizeram com que o Braga voltasse a dominar o jogo e ficasse novamente à frente.

Aos 37, numa inversão de jogo de Cuello, Artur cruzou, a bola percorreu toda a área e chegou ao pé direito de Ytalo, que marcou. O Santos se lançou todo ao ataque nos minutos finais e, aos 49, foi premiado após novo cruzamento de Felipe Jonatan, com cabeceio de Madson, defesa parcial de Cleiton e gol de Marcos Leonardo na sobra.

Ao final do jogo, muita comemoração do lado santista, principalmente do técnico Fernando Diniz, e lamentação dos jogadores e do técnico Maurício Barbieri, do Bragantino, que reconheceram nas entrevistas pós-jogo que a equipe precisa ter mais atenção, do início ao fim, nas partidas em Bragança Paulista.

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO BRASILEIRO – 12ª RODADA

RED BULL BRAGANTINO 2 X 2 SANTOS

Estádio Nabi Abi Chedid – Bragança Paulista-SP – Domingo (18/07/2021)

RED BULL BRAGANTINO: Cleiton, Aderlan, Léo Ortiz, Natan e Weverson; Raul, Lucas Evangelista e Praxedes; Helinho, Alerrandro e Cuello. Técnico: Maurício Barbieri

SANTOS: João Paulo, Pará, Luiz Felipe, Kaiky e Moraes (Felipe Jonathan); Camacho, Carlos Sánchez e Gabriel Pirani; Marinho, Kaio Jorge e Marcos Guilherme. Técnico: Fernando Diniz

GOLS: Alerrandro 10′ (1ºT); Marcos Guilherme 24′ (2ºT); Ytalo 38′ (2ºT); Marcos Leonardo 49′ (2ºT)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA-SP)
Assistente 1: Alex Ang Ribeiro (SP)
Assistente 2: Fabrini Bevilaqua Costa (FIFA-SP)
Árbitro de vídeo (VAR): Vinicius Furlan (SP)
CARTÕES AMARELOS: Weverson, Léo Ortiz, Cuello e Maurício Barbieri (BRA); Felipe Jonathan, Luiz Felipe, Carlos Sánchez, Marinho, Vinicius Zanocelo, Marcos Leonardo e Fernando Diniz (SAN)

RESULTADOS DA RODADA

Sábado (17/07)
São Paulo 0 x 1 Fortaleza
Ceará 1 x 0 Athletico-PR
Corinthians 1 x 2 Atlético-MG
Fluminense 0 x 1 Grêmio

Domingo (18/07)
Chapecoense 2 x 3 Cuiabá
Atlético-GO 0 x 3 Palmeiras
Bahia 0 x 5 Flamengo
RB BRAGANTINO 2 x 2 Santos
Internacional 1 x 0 Juventude

Segunda-feira (19/07)
América-MG 0 x 1 Sport (20h00)

Conversas no Facebook


Secured By miniOrange