Bragantino

Bragantino vence Operário, fora de casa

publicado em 13 de novembro de 2019 - Por Silvio Loredo
Além de marcar um belo gol, Mortato teve novamente uma atuação de destaque (Crédito: Divulgação / Bragantino)

O Bragantino está realmente disposto a superar marcas no Campeonato Brasileiro da Série B. Jogando na noite da última terça-feira, 12, no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa-PR, o time do técnico Antonio Carlos Zago venceu o Operário, por 2 a 0, e chegou à sua 21ª vitória em 35 jogos

disputados, igualando-se em pontos ao Fortaleza-CE, campeão do ano passado, e ainda restando três rodadas para o término da competição.

Em campo, não foi uma daquelas atuações de gala, mas o suficiente para ter o controle das ações e conquistar mais uma vitória. Ytalo e Morato, um em cada etapa da partida, foram os autores dos gols da equipe.

Com o resultado o título de campeão poderia ser comemorado na noite de ontem, antecipadamente, desde que o Sport-PE não vencesse o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto. Caso os pernambucanos venham a conquistar a vitória, o Massa Bruta precisará de mais um ponto para terminar na primeira colocação.

O jogo da última terça-feira começou com o Operário-PR pressionando mais. No entanto, o goleiro Júlio César e os erros de finalização impediram que a equipe saísse na frente do marcador. Aos 8 min, o Braga abriu o marcador. Léo Ortiz lançou Morato, que invadiu a área e serviu a Ytalo. O atacante bateu de primeira e o goleiro Rodrigo Viana não conseguiu segurar.

Diferentemente de outros jogos, o Bragantino não criou muitas oportunidades para marcar, mas foi muito eficiente quando esteve no campo de ataque. Em outra investida, aos 8 min da segunda etapa, Morato recebeu de Ytalo e bateu forte, de fora da área, para ampliar.

O Operário-PR seguiu insistindo, mas a tranquilidade do Bragantino prevaleceu. SL

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO BRASILEIRO – 2019
SÉRIE B – RODADA 35 – (16ª DO RETURNO)
OPERÁRIO-PR 0 x 2 BRAGANTINO

GOLS: Ytalo (8’/1°) e Morato (8’/2°).

OPERÁRIO-PR – Rodrigo Viana; Mailton, Lázaro, Rodrigo e Peixoto; Jardel (John Lennon 16’/2°), Índio, Rafael Chorão (Schumacher 38’/2°) e Marcelo; Felipe Augusto (Uilliam 16’/2°) e Lucas Batatinha. Técnico: Gerson Gusmão.

BRAGANTINO – Júlio César; Aderlan (Bruno Tubarão 39’/2°), Léo Ortiz,
Ligger e Rafael Carioca (Edimar 20’/1°); Barreto e Uillian Correia, Morato (Ricardo Ryller 24’/2°), Claudinho e Wesley; Ytalo. Técnico: Antonio Carlos Zago.

RENDA: R$ 51.040,00
PÚBLICO: 4.944 torcedores.
ÁRBITRO: Ramon Abatti Abel (SC).
ASSISTENTES: Alex dos Santos (SC) e Gizeli Casaril (SC).
CARTÕES AMARELOS: John Lennon e Lucas Batatinha (OPE); Barreto, Wesley, Uillian Correia (3°) e Ligger (3°) (BRA).
LOCAL: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa-PR, na terça-feira (12/11).