Bragantino

Bragantino vence o Sport e quebra sequência de resultados negativos

publicado em 19 de outubro de 2020 - Por Silvio Loredo
RICARDO RYLLER, AUTOR DO PRIMEIRO GOL, NA DISPUTA DE BOLA COM LUCAS MUGNI (10) E THIAGO NEVES (MAIS ATRÁS) (ARI FERREIRA/RED BULL BRAGANTINO)

O Bragantino conseguiu três importantes feitos na noite de domingo, dia 18: apresentou futebol superior ao adversário durante toda a partida; conseguiu os almejados três pontos; e não sofreu gols, o que ocorreu em apenas dois dos 17 jogos disputados até o momento.

A vitória por 2 a 0 diante do Sport-PE não alterou a posição da equipe na tabela de classificação, mas, ao chegar aos 16 pontos, podendo sair da ‘zona do rebaixamento’ na próxima rodada, caso venha a vencer o Goiás. A diferença de pontos entre as equipes está cada vez menor, comparando-se as que estão no meio da tabela com as que estão na parte de baixo.

PRIMEIRO TEMPO SEM MUITAS CHANCES

Mesmo com o Bragantino melhor, as chances na primeira etapa não foram muitas. Logo no primeiro minuto, Aderlan cruzou rasteiro e a bola passou dentro da pequena área, sendo desviada para escanteio.

O CAPITÃO LÉO ORTIZ TEVE UMA ATUAÇÃO SEGURA NA DEFESA DO BRAGANTINO, QUE, PELA SEGUNDA VEZ EM 17 JOGOS, NÃO SOFREU GOLS NA COMPETIÇÃO

Aos 11, o goleiro Luan Polli proporcionou a jogada mais bizarra da partida. Patric recuou e o goleiro furou ao tentar o chute e acabou mandando a bola pela linha de fundo, quase indo na direção do gol.

Artur, em duas ocasiões, e Claudinho, criaram situações. O Sport assustou com Thiago Neves em uma cobrança de escanteio, mas o goleiro Cleiton, atento, desviou a bola pela linha de fundo e evitou o ‘gol olímpico’.

GOLS NA ETAPA FINAL

O Bragantino voltou melhor no segundo tempo e não demorou a marcar. Aos 5 min, Ricardo Ryller ganhou uma disputa de bola com Thiago Neves, levou a bola por dentro e, antes da chegada do marcador, bateu forte, indefensável para Luan Polli.

O gol devolveu a confiança que faltava em alguns lances e aos 15, Claudinho ampliou. Ligger fez o passe para Ytalo que, de primeira, serviu a Claudinho. O camisa 10 ganhou de Iago Maidana na velocidade, passou por Luciano Juba e bateu cruzado. A bola ainda bateu na trave antes de entrar. A partir daí o domínio foi total.

O Sport não conseguiu assustar e o Braga por algumas ocasiões esteve próximo de ampliar o marcador. No próximo sábado, às 17h00, o Bragantino recebe o Goiás, novamente no Estádio Nabi Chedid. SL

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO BRASILEIRO – SÉRIE A – RODADA 17
BRAGANTINO 2 x 0 SPORT-PE

GOLS: Ricardo Ryller (5’/2°) e Claudinho (15’/2°).

BRAGANTINO – Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Weverson (Edimar 11’/2°); Ricardo Ryller (Uillian Correia 42’/2°), Raul e Claudinho (Luis Phelipe 34’/2°); Artur (Cuello 34’/2°), Ytalo (Hurtado 42’/2°) e Bruno Tubarão. Técnico: Maurício Barbieri.

SPORT-PE – Luan Polli; Patric, Adryelson, Iago Maidana e Luciano Juba; Marcão (Ronaldo Henrique 25’/2°), Ricardinho (Mikael 17’/2°), Lucas Mugni e Thiago Neves (Jonatan Gomez 35’/2°); Marquinhos (Rogério 25’/2°) e Leandro Barcia (Junior Tavares 35’/2°). Técnico: Jair Ventura.

ÁRBITRO: Ricardo Marques Ribeiro (MG).
ASSISTENTES: Celso Luiz da Silva (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG).
 CARTÕES AMARELOS: Hurtado e Aderlan (BRA); Marcão e Iago Maidana (SPO).
 LOCAL: Estádio Nabi Abi Chedid, no domingo (18/10).

RESULTADOS DA RODADA

BRASILEIRÃO 2020: RODADA 17

Fluminense 2 x 2 Ceará
Coritiba 1 x 2 Santos
Atlético-GO 1 x 1 Athlético-PR
São Paulo 0 x 0 Grêmio
Corinthians 1 x 5 Flamengo
Inter-RS 2 x 0 Vasco
BRAGANTINO 2 x 0 Sport-PE
Fortaleza 2 x 0 Palmeiras

Conversas no Facebook