Atletismo

CNDA fecha e adia GP Brasil e o Troféu Brasil

publicado em 23 de março de 2020 - Por BJD
O objetivo é atender o decreto de Estado de Calamidade Pública publicado pelo governo de São Paulo e preservar a saúde da comunidade atlética por causa da pandemia do COVID-19 (Assessoria de Comunicação da CBAt)

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) divulgou na última sexta-feira, 20 de março, por meio de Nota Oficial, medidas drásticas diante da pandemia do COVID-19 e da decisão do Estado de São Paulo de decretar Estado de Calamidade Pública.

A nota determina o fechamento do Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA) em Bragança Paulista a partir desta segunda-feira, 23, e adia até o dia 31 de maio o Grande Prêmio Brasil Caixa de Atletismo, torneio internacional, e o Troféu Brasil Caixa de Atletismo.

O Troféu Brasil, principal competição de clubes da América do Sul, estava marcado para começar no dia 7 de maio, em Porto Alegre (RS), na Sogipa (o clube também está fechado). O Grande Prêmio Brasil estava agendado para o dia 17 de maio, a princípio na pista do CNDA, em Bragança Paulista (SP).

“Comunica-se que, após nova análise da expansão do COVID-19 em toda a região onde se insere a cidade de Bragança Paulista, e em especial o anúncio do Governador do Estado de São Paulo decretando no dia de hoje (20/3) Estado de Calamidade Pública, a CBAt decidiu fechar o Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), a partir do dia 23 de março de 2020, por prazo indeterminado”, informa a nota.

“Comunica-se que a CBAt, em função da expansão da COVID-19, decidiu prorrogar o adiamento dos eventos oficiais do Calendário Oficial da Confederação para 2020, até 31 de maio de 2020”, completa. “A situação continuará sendo monitorada pelo Grupo de Gerenciamento de Crise da CBAt, e a definição de qualquer nova data para competições somente ocorrerá quando for possível, levando em conta a expansão da doença e as determinações de autoridades governamentais de todos os níveis.”

Criado em 13 de março, o Grupo de Gerenciamento de Crise da CBAt é composto pelo presidente Warlindo Carneiro da Silva Filho, o vice-presidente Wlamir Mota Campos, integrantes do Conselho de Administração, a Direção Executiva, a Direção Médica, a Coordenação Médica e a Gerência e Coordenação dos diversos setores da entidade.

“O importante é a preservação da saúde de nossos atletas, treinadores e colaboradores, bem como da população em geral, o que tem levado a constantes alterações das decisões tomadas pela CBAt e assim seguirá sendo pela velocidade em que as informações sobre a doença são alteradas”, diz a nota.