Agenda

Domingo de Ramos deve ser celebrado de modo especial em tempos de pandemia, diz CNBB

publicado em 3 de abril de 2020 - Por BJD
Bispo Dom Sérgio Aparecido Colombo abençoando os ramos na missa na Catedral em 2019 (Juliana Dorigo)

As celebrações da Semana Santa, que têm início neste domingo, dia 5 de abril, serão diferentes este ano para os católicos.

Com as igrejas fechadas para evitar aglomerações, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) convida todos a viverem de forma muito especial o Domingo de Ramos neste período de isolamento social. “Cada um e cada família, em suas casas, são chamados a celebrar o próximo domingo com fé e esperança”, afirma a entidade católica.

A liturgia do Domingo Ramos, também conhecida como domingo da Paixão, é o portal da Semana Maior, a Semana Santa. A missa é tradicional pela procissão dos fiéis com os ramos, simbolizando a entrada triunfal de Jesus Cristo, montado em um pequeno jumento, em Jerusalém, entre os cantos de Hosana, uma expressão em hebraico que significa “salva-nos”.

Devido à quarentena, a CNBB propõe cinco pontos para ajudar os fiéis na celebração do Domingo de Ramos.

1º. Rezar pedindo a graça de bem viver a Semana Santa, ainda que em recolhimento em casa;

2º. Colocar no portão ou na porta de casa (em lugar bem visível) alguns ramos. ‘Marcar’ a casa é uma característica do povo de Deus;

3º. Participar das celebrações transmitidas pela televisão ou pelas redes sociais;

4º. Comprometer-se a, no futuro, participar ativamente da Coleta da Campanha da Fraternidade. Com ela, ajudamos os mais pobres.

5º. Motivar pelas redes sociais, telefonemas ou outros meios que mantenham o distanciamento social, outras pessoas a também celebrarem o Domingo de Ramos desse mesmo modo.