BJD
25 máx 10 min
BragançaPaulista23 Jul 2014


Esporte


Liga Bragantina de Futebol tem nova diretoria
Quinta-Feira,  16 JAN 2014
Versão para impressão
Tamanho dos carácteres

 A Liga Bragantina de Futebol (LBF) realizou eleição para o quadriênio 2014/2018 na noite da última segunda-feira, 13, na sede da entidade, anexa ao Estádio Municipal Cícero de Souza Marques. Foram eleitos Paulo José Caetano (Paulinho da Caixa) como presidente, Rubens Russo Junior, 1º vice, e Rivelino de Oliveira Dorta, 2º vice.

A chapa “A Liga não acabou e jamais acabará” foi eleita com 55 votos a favor, dois brancos e dois nulos. Além da presidência foram definidos os membros do conselho fiscal.

A nova diretoria tomou posse imediatamente. Paulinho da Caixa e Rivelino estiveram na redação do BJD e falaram sobre suas propostas. Dentre elas está desvincular a LBF do Poder Público. As taxas de arbitragem das competições da LBF são pagas atualmente pela Prefeitura e o prédio onde hoje funciona a entidade pertence à Prefeitura.

“Vamos propor ao Prefeito Fernão Dias a doação de um terreno da Prefeitura para construirmos uma nova sede e devolvermos o dinheiro após a conclusão da obra. Vamos buscar tudo dentro da lei para que futuramente a Liga possa ser de fato independente”, afirmaram. “Mas num primeiro momento, vamos tomar ciência da situação da Liga em todos os aspectos e convocar os clubes para uma reunião e definir o calendário de 2014”, disseram.

Em relação à dívida da entidade, em torno de R$ 300 mil, segundo informações extraoficiais, um dos motivos da fundação de uma nova associação de clubes na cidade, os novos diretores prometem equacioná-la. “Existe uma dívida trabalhista transitada em julgado que é de cerca de R$ 40 mil.

A respeito das outras dívidas, temos que tomar conhecimento. Um dos nossos compromissos é chamar o ex-presidente João Carlos Carvalho para uma conversa e nos colocar a par de toda a situação, para que possamos o quanto antes resolver”.

A outra chapa registrada, “A Liga Continua”, formada por representantes de clubes que também pertencem à Associação Bragança dos Clubes de Futebol, recém-fundada, foi impugnada pelo então presidente da LBF, João Carlos Carvalho, após representação do União Vila Edna FC. Segundo a resolução, os clubes que se filiaram à Associação descumpriram o estatuto da LBF e foram desfiliados da entidade, perdendo o direito de votar.

Os clubes desfiliados são Cruzeiro, Flor do Parque, OSG, Nacional, Novo Mundo, Santa Luzia, São José, São Lourenço, Unidos, Vila Aparecida, Bragança, Fanáticos, Independente, Juventus, Legionário, Moleque Travesso, Penha, São João, Sete Pontes, Atlético Tuiutiense, União Santa Filomena e Vila Garcia. Em contato com a reportagem do BJD, representantes da chapa confirmaram que vão recorrer da decisão e pleitear uma nova eleição.