BJD
29 máx 17 min
BragançaPaulista18 Fev 2018


Cidade


Administração se articula e participa de capacitação para o Programa Município Verde Azul
Sábado,  10 FEV 2018
Versão para impressão
Tamanho dos carácteres

 A administração municipal deu início à capacitação de servidores para participar do Programa Município Verde/Azul. Bragança Paulista, que foi “top five” em 2016 e despencou para a 340ª posição no ano passado. Agora, com a capacitação e os desempenhos sendo inscritos no programa, a expectativa é melhorar a colocação no ranking ambiental do estado.

Nesta semana, em contato com os secretários municipais de Segurança e Defesa Civil, Dorival Francisco Bertin, e de Meio Ambiente, Fábio José Machado, foi confirmada a participação do município na capacitação do programa.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, a administração enviou representantes para o curso que ocorreu nos dias 1 e 2 de fevereiro, em Campinas. Além de membros das secretarias do Meio Ambiente, participaram funcionários das secretarias de Saúde, Esportes, Segurança e Defesa Civil, entre outras.

“Cada secretaria terá um representante titular e suplente e todas as atividades desenvolvidas estarão anexadas ao programa. A administração, independentemente do programa Município Verde/Azul, já desenvolve várias ações”, disse Fábio.

De acordo com Bertin, foram 15 horas de palestras explicativas para a apresentação das diretivas para a estruturação do questionário que visa a adequação do município às questões do meio ambiente e qualidade de vida.

O anúncio do Ranking Ambiental 2017 ocorreu no mês de dezembro, durante o X Encontro Estadual do Programa Município Verde/Azul. Em 2013, Bragança Paulista estava na posição 212 do ranking estadual.

No ano seguinte subiu para 48º lugar. Em 2015 foi sexto e 2016 o quinto. O município se destacou nos últimos anos pelos trabalhos desenvolvidos na arborização urbana, no Plano de Saneamento Básico e no Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comdema).

O principal objetivo do programa é estimular e auxiliar as prefeituras paulistas na elaboração e execução de suas políticas públicas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do Estado.

As ações propostas pelo PMVA compõem as dez diretivas norteadoras da agenda ambiental local, abrangendo os seguintes temas estratégicos: Esgoto Tratado, Resíduos Sólidos, Biodiversidade, Arborização Urbana, Educação Ambiental, Cidade Sustentável, Gestão das Águas, Qualidade do Ar, Estrutura Ambiental e Conselho Ambiental.

No início do ano, o BJD entrevistou o coordenador do Programa Município Verde/Azul, José Walter Figueiredo, que fez uma avaliação da posição da cidade no último ano. Segundo ele, “quando há mudança de governo, os municípios têm dificuldades, e isso pode ter sido um dos problemas, porque em muitos casos um governo não entrega para outro o material do Programa Verde/Azul, que vai de outubro a outubro. Bragança foi muito bem em 2016 e foi mal em 2017.

Agora se Bragança continuar mal, significa que vai demorar mais tempo para a cidade se tornar uma cidade ideal. E vai ficando atrasada em relação às outras. Não é o fim do mundo. Não é uma situação gravíssima, e sim grave”.