BJD
31 máx 17 min
BragançaPaulista22 Jan 2018


Cidade


Moraes Salles é a melhor escola pública da região no Enem
Sábado,  23 DEZ 2017
Versão para impressão
Tamanho dos carácteres

 A Escola Estadual Professora Maria José Moraes Salles, localizada no Bairro do Matadouro, foi a escola pública melhor classificada na Região Bragantina na edição de 2016 do Exame Nacional do Ensino Médio.

Os dados foram divulgados na primeira quinzena deste mês pelo Ministério da Educação (MEC). Em entrevista ao BJD, na manhã de quinta-feira, 21 de dezembro, a direção da escola comemorou o resultado.

“Desde 2014 a escola vem obtendo desempenhos muitos bons em avaliações externas. É uma crescente. Em 2016, por exemplo, tivemos uma nota de 4,60 no Saresp, o que para nós foi um avanço muito grande. Tínhamos uma média de 3,14 e pulamos para 4,60. Esperávamos ir bem na avaliação do Enem”, afirmou a diretora do Moraes Salles, Célia Maria Pereira Paiva.

A diretora, acompanhada da vice, Flávia Shirakashi Seimandi, e a professora coordenadora geral da escola, Márcia Lima Vieira, receberam a reportagem do BJD no último dia letivo do ano. Elas informaram que os resultados obtidos no Enem 2016 mostram que a escola está próxima dos resultados de algumas escolas privadas de Bragança Paulista.

O Moraes Salles obteve uma média de 525,72 pontos nas provas objetivas e 531,25 em redação, colocando na posição 1.873 no Estado de São Paulo e 5.641 no Brasil, no ranking geral, com escolas públicas e privadas. “Isso mostra que é possível fazer educação pública com qualidade. Isso é um orgulho para nós”, avaliou Célia.

Para a diretora, o modelo de ensino integral, que é adotado no Moraes Salles, colaborou muito para a evolução nas avaliações. “O Ensino Integral é mais organizado. Além de trabalharmos com a base curricular, temos os complementos, esse é o diferencial que a escola regular não tem”, informou a diretora.

A vice-diretora, Flavia Shirakashi, reiterou o trabalho e o objetivo da escola de se aproximar do status de escolas privadas. A coordenadora geral, Márcia Lima, afirmou que os docentes trabalham para atingir a excelência acadêmica.

“Além do Enem, nós temos outras avaliações externas e também as internas, estas que são preparatórias, e temos também os ‘aulões’ e simulados. Esse é um diferencial da escola em ensino integral, pois preparamos os alunos para o Enem, Saresp, Prova Brasil”, afirmou Márcia.

Ainda de acordo com a diretora Célia, no ano de 2017 a escola buscou inovar em metodologias, principalmente na área de matemática. “Implantamos o ensino híbrido, utilizando a tecnologia para buscar o conhecimento, tendo o aluno como protagonista”, afirmaram.

A vice-diretora destacou que o foco das avaliações não são simplesmente os resultados. “Na formação integral, olhamos para os projetos de vida. São histórias de superação e transformação que nos deparamos no dia a dia”.

A Escola Estadual Maria José Moraes Salles conta atualmente com 400 alunos, 18 professores, quatro coordenadores, um professor de sala de leitura, além da diretoria.

OUTRAS ESCOLAS PÚBLICAS

As escolas públicas estaduais de Bragança Paulista tiveram a seguinte classificação: em primeiro lugar, Morais Salles (Estado: 1.873; Brasil: 5.641; Desportista Inaldo Manta (Estado: 2.422; Brasil: 8.061); Professor Paulo Silva (Estado: 2.506; Brasil: 8.489); Cásper Líbero (Estado: 2.629; Brasil: 8.966); Professor Sílvio de Carvalho Pinto (Estado: 2.893; Brasil: 10.264); Professor José Nantala Bádue (Estado: 2.959; Brasil: 10.638); e Professor Luiz Roberto Pinheiro Alegretti (Estado: 3.199; Brasil: 12.082).