BJD
31 máx 14 min
BragançaPaulista11 Dez 2017


Cidade


Licitações para Natal e contratação de nova OS para a Saúde acontecem nesta quarta-feira
Quarta-Feira,  06 DEZ 2017
Versão para impressão
Tamanho dos carácteres

 Na manhã dessa quarta-feira, 6 de dezembro, duas licitações devem ser realizadas na Prefeitura. Uma que visa a contratação de empresa especializada para prestação de serviços referentes a atividades natalinas; e a outra para a contratação de uma nova Organização Social (OS) para a operacionalização e execução de ações e serviços de saúde em urgência e emergência no município. Ambas estão previstas para começar às 9h30, no Paço Municipal, no Palácio Santo Agostinho.

NATAL

Para a contratação da empresa para a decoração de Natal, a Prefeitura abriu licitação na modalidade pregão presencial. Em recente entrevista, o secretário municipal de Cultura e Turismo, Cléber Centini Cassali, informou que as principais ruas da cidade, como a Cel. João Leme, Cel. Teófilo Leme e Cândido Rodrigues, serão enfeitadas.

“Teremos também a Casa do Papai Noel, que neste ano será no Lago do Taboão e não no Jardim Público, que está em reforma e teremos algumas novidades também”, disse o secretário na ocasião.

SERVIÇOS DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA

A licitação, na modalidade chamamento público, para seleção de Organização Social (OS) para operacionalizar e executar ações e serviços de saúde em urgência e emergência, também acontece nesta quarta-feira, às 9h30.

O edital foi relançado conforme as recomendações do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE/SP), que suspendeu o certame que estava agendado para acontecer no dia 12 de setembro último, visto que o contrato com a antiga OS, a Associação Brasileira de Beneficência Comunitária (ABBC), que gerenciava os serviços na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Vila David e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), encerraria no dia 29 daquele mês.


Vencedora da licitação assumirá os serviços na UPA da Vila David (foto) e do Samu

Uma representação contra o edital foi feita com o apontamento de dez impugnações e o conselheiro Dimas Eduardo Ramalho decidiu pela imediata paralisação do certame na véspera da abertura dos envelopes, ou seja, no dia 11 de setembro.

O TCE/SP deu “procedência parcial” à representação e determinou que a Prefeitura reformulasse o edital. Atualmente, a OS Associação Casa de Saúde Beneficente de Indiaporã (Reviva Saúde), assumiu os serviços, via contrato emergencial, na UPA da Vila David e no Samu.