BJD
32 máx 15 min
BragançaPaulista17 Out 2017


Cidade


Reforma da Previdência não alavanca pedidos de aposentadoria no município
Sábado,  12 AGO 2017
Versão para impressão
Tamanho dos carácteres

 De acordo com o levantamento realizado pelo Instituto Nacional do Seguro Social do Estado de São Paulo (INSS/SP) para a reportagem do BJD, Bragança Paulista não apresenta aumento no número de pedidos de aposentadoria, tanto por idade, quanto por tempo de contribuição, ou seja, a proximidade de uma possível alteração na legislação previdenciária não provocou uma corrida ao INSS na cidade, ao contrário dos números em todo o estado de São Paulo.

No comparativo dos primeiros semestres de 2016 e 2017, a agência da Previdência Social Bragança Paulista registrou queda no número de requisições, e consequentemente, no número de concessões.

De janeiro a junho de 2016, a agência do INSS local recebeu 1.980 pedidos de aposentadoria, sendo 923 por idade e 1.057 por tempo de contribuição. No mesmo período de 2017, os pedidos de aposentadoria por idade caíram 37%, ou seja, foram 577 requerimentos. Já os pedidos de aposentadoria por tempo de contribuição cresceu menos de 2%, num total de 1.078 pedidos, apenas 21 requerimentos a mais.

Quanto às concessões, no primeiro semestre de 2016 foram deferidos 735 pedidos de aposentadoria, sendo 373 por idade e 362 por tempo de contribuição, num total de 735. Neste ano, são 648 pedidos deferidos, sendo 324 por idade e igual número por contribuição.

“É importante destacar que não é possível comparar números de benefícios requeridos, com concedidos e indeferidos. Isso porque um benefício requerido em maio, por exemplo, não será necessariamente analisado naquele mês”, explicou a assessoria de imprensa do INSS/SP.

Desde o final do ano passado, quando o governo do presidente Michel Temer indicou que mandaria ao Congresso Nacional proposta de Reforma da Previdência, os pedidos de aposentadoria aumentaram em todo o Brasil.

No Estado de São Paulo, por exemplo, os dados fornecidos pelo INSS/SP para a reportagem do BJD revelam, no comparativo entre os primeiros semestres de 2016 e 2017, que os requerimentos de benefícios aumentaram 35%, ou seja, de 297.595, saltou para 401.158. Somente os pedidos de aposentadoria por tempo de contribuição subiram 48%, de 183.547 para 271.101 em todo o estado.

Por idade foram 114.048 pedidos no primeiro semestre de 2016 e 130.057 em 2017, considerando o mesmo período. Ao todo, foram concedidas 134.148 aposentadorias de janeiro a junho de 2016 e 149.256 em 2017.

A expectativa do Governo Federal é que a Reforma da Previdência seja aprovada até outubro próximo.