Feminina


Quem quer vestir um biquíni sem medo deve começar a cuidar do corpo desde já
Terça-Feira,  08 OUT 2013

Brasileiro é um povo tão vaidoso que mal saiu do inverno e já está se programando para o verão. Quem tem entre 15 e 20 anos tem pouco a fazer, já que a juventude compensa qualquer imperfeição. Mas, depois disso, é bom não descuidar. 

Quem quer chegar com tudo em cima nas festas de Natal e Réveillon, podendo vestir um biquíni com o bônus da autoconfiança na praia, no barco, no resort ou no clube, tem de começar a se cuidar desde já. A primeira medida é se livrar da preguiça que os dias de frio intensificaram e adotar um programa de exercícios regulares.

Mas também é importante modificar os hábitos alimentares e, se julgar necessário, recorrer a um cirurgião plástico para mudar o que pode ficar melhor.

De acordo com o doutor Vitorio Maddarena Junior, cirurgião plástico que dirige a Clínica Maddarena, em São Paulo, durante o inverno é normal que as pessoas se tornem mais indulgentes com seus pequenos ‘deslizes’, comendo mais do que o normal no restante do ano, preferindo alimentos mais gordurosos, doces e calóricos, faltando com frequência à academia, dormindo até mais tarde e reduzindo os dias de caminhada...

Enfim, é como se necessitassem armazenar mais energia para os dias difíceis. Só que isso tem um preço. Agora, quando roupas cavadas, curtas e leves saem do armário, a pessoa percebe que exagerou.

O especialista diz que, nesta época do ano, o grau de insatisfação com o corpo é muito mais alto do que em outros meses. “Além de estar acima do peso, alguns descuidos lamentavelmente costumam levar a um aumento de celulite, flacidez e gordura localizada. Outro aspecto importante é a expressão facial.

No inverno, as pessoas também deixam de retirar a maquiagem com mais frequência, o que – somado à ingestão de chocolates e doces – faz com que o rosto esteja com uma aparência menos saudável e com mais linhas de expressão, pés-de-galinha e rugas”.

Para quem está disposto a chegar ao verão com tudo em cima, a hora de tomar resoluções é agora. Afinal, quem deixa tudo para amanhã nunca chega ao amanhã com tudo pronto. Maddarena diz que a primeira medida é conferir quanto peso é preciso perder para estar bem e adotar desde já uma alimentação balanceada, rica em fibras, frutas, verduras, legumes e carnes magras.

Os carboidratos não precisam sumir do prato, mas têm de ser bastante reduzidos, assim como o excesso de sal e açúcar. Iniciar um programa de exercícios é outra dica importante. Normalmente, os instrutores das academias sugerem alternar ginástica aeróbica com musculação. Mas, quem prefere dançar ou nadar, por exemplo, também vai se beneficiar bastante. O importante é levantar do sofá.

“Também é interessante adotar uma dieta para a pele. Além de comer de modo mais saudável – e praticamente todo mundo, hoje em dia, sabe o que é se alimentar corretamente – é necessário voltar à rotina de cuidados. Lavar, tonificar, hidratar e proteger a pele deve ser um hábito quase sagrado, fazendo uso de bons produtos, sempre dentro do prazo de validade. Ainda assim, caso a pessoa queira contar com os benefícios estéticos do Botox® e do preenchimento com ácido hialurônico, vale saber que tais procedimentos devem ser realizados um mês antes dessas datas importantes, a fim de obter máximo resultado na hora certa, quando se quer estar na melhor forma possível”, diz Maddarena.

Quem já está decidido a se submeter a uma cirurgia plástica para aumentar os seios, se livrar do excesso de gordura abdominal, ou mesmo fazer uma lipoescultura, não deve perder tempo.

“Em primeiro lugar, o cirurgião plástico deverá confirmar ou não a indicação do procedimento. Uma vez indicado, há todo um processo de preparo, em que a pessoa faz alguns exames para se certificar de que está com a saúde em dia, adota uma dieta mais balanceada, deixa de fumar (quando é o caso) e de tomar alguns medicamentos – mesmo naturais – que possam comprometer a circulação sanguínea.

Depois da cirurgia, também o pós-operatório deve receber um bom acompanhamento, como sessões de drenagem linfática e tudo o mais que faz parte desse período de recuperação. Ou seja, ao recorrer à cirurgia plástica é importante ter em mente os cuidados necessários pelos próximos dois ou três meses”, diz o diretor da Clínica Maddarena.