Feminina


Chegada do inverno requer atenção dobrada à asma
Por Paulo E. de Oliveira   Segunda Feira,  24 JUN 2013

 A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas que afeta o sistema respiratório. Caracterizada principalmente por tosse, falta de ar e chiado no peito, ela é causada por fatores ambientais e genéticos.

No período do inverno, as crises asmáticas costumam ser mais frequentes devido a diversos fatores, como um clima mais seco e frio, poluição ambiental, e maior incidência de infecções respiratórias, como o resfriado e a gripe.



Segundo o dr. Marcos de Carvalho Borges, professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP) e responsável pela Comissão de Asma da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia, aqueles pacientes que seguem corretamente o tratamento médico têm menos chances de crises nesta época do ano.

“É fundamental que o paciente mantenha um tratamento regular previamente à chegada do inverno, realizando exames e medicando-se adequadamente mediante acompanhamento médico”, afirma dr. Marcos.

Para se preparar para esta temporada, recomenda-se que as visitas ao médico sejam frequentes e que seja feita uma avaliação do tratamento utilizado, para ter conhecimento se o mesmo está sendo realizado de maneira adequada à necessidade do paciente.

Uma das precauções para as eventuais crises asmáticas é evitar a prática de exercícios com alta frequência e ao ar livre em dias frios e secos, visto que ela, em alguns pacientes, pode desencadear uma crise de asma. Além disso, alguns pacientes necessitam de vacinação contra a gripe e a pneumonia.

“Praticar exercícios em locais abertos, principalmente quando o tempo está mais seco e frio, exige alguns cuidados antes de iniciar as atividades, como aquecer-se ou utilizar medicamento previamente ao exercício, por exemplo.”