BJD
29 máx 18 min
BragançaPaulista21 Fev 2018


Colunistas


População alarmada
Sábado,  20 JAN 2018
Tamanho dos caracteres

 FEBRE AMARELA em nosso município gera preocupação, e a morte de um homem internado na Santa Casa, na noite de 16 de janeiro, por certo, aumentou a procura pela vacina que está em fase de expansão nos bairros e nos Postos de Saúde.

Um equívoco da secretária Marina Fátima de Oliveira ao divulgar o Jardim Santa Rita de Cássia como local de residência da vítima em decorrência provável do vírus da febre amarela, assustou os moradores do bairro.

Ninguém lá tinha conhecimento dessa internação. Na verdade, o bairro é Boa Vista dos Silva e que deve receber especial atenção, já que é um local populoso e faz fronteira com outras áreas.

FEBRE AMARELA

CONFORME
estatística do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, “80% dos casos de febre amarela são considerados leves ou moderados e apenas 20% são os graves, porém, nos casos mais críticos, a chance de óbito é alta, girando de 40% a 50% e por isso a doença é considerada alarmante sempre que surgem surtos.”

A Sociedade Brasileira de Infectologia sugere medidas práticas para evitar a picada do mosquito, como: usar camisas de mangas longas, calças compridas de preferência de cor clara em áreas de risco, ou seja, de mata ou perto delas.

Ficar em lugares locais fechados para evitar a entrada de mosquitos, inclusive dormir debaixo de mosquiteiro e até mesmo adicionar tela em janelas. Evitar o uso de perfumes durante atividades ao ar livre nos ambientes de matas silvestres. Usar repelentes adequados. Quando usados como orientado, são seguros e eficazes mesmo na gestação ou amamentação.

Procurar não usar produtos com associação de repelente e protetor solar na mesma fórmula e, quando for usar protetor solar, aplicá-lo antes do repelente. Estão aí as recomendações!

ZOONOSES

DOENÇAS E INFECÇÕES
transmitidas para o ser humano através dos animais. Palavra de origem grega formada por “zoo”, que significa “animal” e “noso”, que significa “doença”. As mais comuns são: doença de Chagas, febre amarela, leishmaniose tegumentar americana, raiva, leptospirose, acidentes por animais peçonhentos ou ofidismo, toxoplasmose, dengue, histoplasmose e outras.

No caso da febre amarela, doença febril aguda, não contagiosa, de curta duração e que apresenta alta morbidade e letalidade, sem nenhuma dúvida revela a fragilidade da Saúde Pública Veterinária (SPV) que é a área responsável pela criação de medidas de controle e combate de zoonoses.

“A participação do sanitarista veterinário é fundamental nos programas de educação em saúde para a proteção e promoção da saúde humana em comunidades dentro dos princípios do desenvolvimento sustentável.” (in, Evolução histórica da medicina veterinária preventiva e saúde pública/Márcia Regina Pfuetzenreiter /Arden Zylbersztajn/Fernando Dias de Avila-Pires).

“O roubo é mais frequente nos cofres da educação e da saúde. Pense nisso sem pensar no resto. Esqueça por um instante o desemprego e a inflação.” (Josiasdesouza. blogosfera.uol.com.br). Fim de papo!!!

CORRUPÇÃO

“SAUDE>
direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem a redução do risco de doenças e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços de sua promoção, proteção e recuperação” (Pedro Lenza- Direito Constitucional Esquematizado. 17 – São Paulo: Saraiva, 2013.) <> “A corrupção opera como um câncer na sociedade, que alastra as estruturas sociais e subtrai até o mínimo pertencente às pessoas. Atua com frieza, com articulação, com volatilidade e viola diariamente inúmeros direitos fundamentais dos brasileiros.

Destroi lares, vidas, sonhos, oportunidades, atua no seio da sociedade despercebida” (in, Daniela Lippstein e Priscila Serraglio - Ali babá às avessas e os 40 ladrões: Corrupção e impunidade) Precisa mais? Vou ficando por aqui!!!

“O homem de espírito nobre rega as flores para os outros e para si reserva os espinhos”

ATÉ A PRÓXIMA!