BJD
31 máx 19 min
BragançaPaulista17 Jan 2018


Colunistas


Raposão e os enfermos
Sexta-Feira,  01 DEZ 2017
Tamanho dos caracteres

 Raposão sabe como é difícil ver um ente querido enfermo. E como também é muito difícil ver o sofrimento de alguém e saber que na face da Terra ainda não há solução para o problema.

Diferentemente da maneira que sempre começo esta coluna, hoje peço uma oração, uma prece, uma energia positiva, uma mentalização (enfim, seja lá no que você crê) a todos os enfermos, pois desejar o bem ao próximo é algo gratificante.

A vida é um leva e traz de energias. Desejar o bem, sempre retorna o bem!

Hoje dedico esta minha simples e humilde coluna (à qual poderia chamá-la de “aguardemos”, tamanha a quantidade desse termo que uso hoje) a todos os enfermos, assim como minha mãe, também enferma, na esperança que todos tenham um atenuar de suas dores.

Nós nunca comandamos nada, mas Deus sempre comanda!

Começo hoje por...

E A VARIANTE, NADA?

A entrada de uma cidade geralmente é o seu lugar mais embelezado, afinal aquele velho ditado de que a primeira impressão é a que fica, cabe muito bem aqui, ou seja, o visitante chega e já vê a cidade linda (mesmo que ela ou o restante dela não seja).

Bragança parece contrariar essa prática, afinal o que dizer da Variante do Taboão que está com “um punhado” de luzes queimadas há “mais de ano”? Você sai da Rodovia Fernão Dias, adentra a Variante do Taboão e dá de cara com uma completa escuridão e, pior, bem onde fica o “primeiro radar” da cidade!!!??? Dá a impressão que até é de propósito, para que o motorista não o veja e seja multado!!!

O que acontece ali? Não seria apenas um simples trocar de lâmpadas? Uma simples troca de “fios”? Mas, mesmo que não seja isso e seja algo mais complicado, ora, estamos em pleno século 21, o homem já chegou a Marte e será que não há uma solução para esse problema que parece ser bem mais simples que colocar um robô em Marte?

Aguardemos...

AINDA A VARIANTE

Inacreditável, impressionante, inadmissível, uma vergonha, uma afronta, enfim, use o termo que quiser para retratar as obras que estão sendo feitas a “passo de tartaruga” na Variante do Taboão, nas imediações do atacadista inaugurado por lá.

A coisa começou “intensa”, máquinas, gente para lá e para cá, e agora tudo isso sumiu ou parou e a “coisa” parece que não anda mais! Pior, pois ali tem um retorno, quase em frente à entrada para o Jardim do Lago, que está pronto e finalizado e, no entanto, está fechado com cones e cavaletes, causando grande trânsito na rotatória mais à frente. Pergunta: POR QUE NÃO TIRAM OS CONES E CAVALETES E DEIXAM O PESSOAL IR USANDO ESSE RETORNO QUE JÁ ESTÁ PRONTO???? (será que em letras maiúsculas o pessoal vai ouvir essa interrogação do Raposão?).

Algo precisa ser feito, pois da maneira como está, talvez daqui 5 anos essa obra ainda vai estar do mesmo jeito!

Insisto: POR QUE NÃO LIBERAM O RETORNO QUE JÁ ESTÁ PRONTO??? Será que vai ser preciso que um motorista tire os cones de lá? Falar que ainda não está seguro ou que falta sinalização de solo no local “não cola”, pois nunca teve sinalização adequada no local e mesmo assim o retorno era usado.

Liberem o retorno, por favor!!!!! E troquem o “ritmo de tartaruga” pelo ritmo de outro animal mais rápido, por favor!!!!

Alô Prefeitura! Alô D.E.R.! Alô vereadores! Alô Prefeito! Alô Bolsonaro! Alô Papa! Alô time do Flamengo! Alô presidente do São Paulo! Alô sei lá quem!!! Por favor, alguém nos ajude!

ENQUANTO ISSO...

...em outro hipermercado atacadista inaugurado próximo ao popular “Posto de Monta”, onde também obras de acesso tiveram de ser feitas, acredite se quiser, “postes foram deixados no meio da rua”.

Aliás, isso não é novidade em Bragança, pois você já reparou que no Lago do Taboão, simplesmente o cartão postal de nossa cidade, entrada principal da nossa querida Bragança, também tem postes localizados de maneira inadequada, ou seja, ao invés de estarem na calçada, estão onde os carros estacionam, quase na rua?

Alô Energisa: seria você a responsável pela retirada deles? Só queria avisar que eles estão ali “acho” que há mais de década!

Aguardemos...

RECLAMAÇÃO EM...


...proveito próprio: não costumo fazer isso, mas como o “negócio” está ocorrendo há uns “três anos”, resolvi hoje reclamar algo que irá beneficiar o próprio Raposão.

Acontece que na Alameda Iugoslávia, proximidades do número 18, ali no Jardim Europa, bem próximo de onde Raposão “tem o seu justo descanso”, tem um poste de iluminação com a lâmpada queimada ou “desligada” há uns DOIS ou TRÊS ANOS!!! (aqui em Bragança, não sei se você se lembra, na gestão passada virou praxe “desrosquear” lâmpadas dos postes para gastar menos energia – eeeeeeeetââââ “nóisss”!!!).

Alô Energisa (hoje peguei no seu pé): não dá para trocar ou “rosquear” essa lâmpada não?
Aguardemos...

NATAL


Como o assunto é “luz”, não sei o que houve, mas fazer uma licitação, a menos 30 dias do Natal, para ver quem vai fazer a iluminação do Natal, parece ser algo “esquisito”!

Alô Cléber Centini: Raposão é otimista e torce para que tudo dê certo!

Aguardemos...

Xiiiiiiiiiiiiii...

Notícias dão conta que as mudanças viárias na Avenida Imigrantes, idealizadas no governo do meu amigo Jango (e só por isso Raposão fica com “a pulga atrás da orelha”), que preveem a retirada das rotatórias e implantação de semáforos, devem acontecer em breve.

Também na Praça 9 de Julho estão previstas ações que irão mudar bastante o local. Mas, o que mais preocupa é que parte de tais obras serem de responsabilidade do Shopping Bragança Garden, pois quando da inauguração do mesmo foi assinado um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) para adequar as vias de acesso a ele.

Raposão só espera que não ocorra o que está ocorrendo na Variante do Taboão, como já citei acima. Já imaginou a Praça 9 de Julho e parte da Avenida Imigrantes (justamente a parte principal dela, que começa no Taboão e vai até o Lavapés) com obras por meses e meses????

Caso ocorra o mesmo marasmo que está ocorrendo nas obras da Variante do Taboão, teremos de mudar de Bragança!!!

Esperamos que não!

PRECE


Assim como no início desta Coluna, termino pedindo uma prece a todos os enfermos e em especial à minha mãe, a famosa “Dona Clarisse”.

Um bom final de semana a todos, lembrando que esta Coluna é meramente fictícia, com verdades e inverdades (cabendo a você, leitor, descobrir qual é qual?), e na sexta-feira que vem tem mais (se Deus assim consentir), lembrando que Raposão aceita dicas, opiniões, críticas e, é lógico, elogios (desde já, os agradeço), que podem ser feitos via e-mail, telefone (ver ambos abaixo), “sinais de fumaça” ou cartas para redação do BJD, situada à Av. Antônio Pires Pimentel nº 957, Centro, Bragança Paulista, CEP 12914-000.

Acompanhem também Raposão na Internet, pelos sites www.bjd.com.br e no Facebook (Raposão João Raposo Advogados Associados) ou no Instagram (joao_raposo João Raposo Advocacia – Raposão).

ADVOGADO João José Raposo de Medeiros Jr. é colaborador do BJD desde 1982. Contatos pelo e-mail joao_raposo@terra.com.br (por “leitor Raposão” no assunto do e-mail) ou pelo tel. 9-8353-5626 (cel. TIM) (digite o número 9 mais a palavra “TELEJOAO” no teclado do tel que dá esse número, bem mais fácil de guardar, não?) ou pelo Whats App (ZapZap) 9-9903-4555 (cel. VIVO).