BJD
33 máx 20 min
BragançaPaulista18 Jan 2018


Colunistas


Dia da Árvore: comemorar e preservar
Terça-Feira,  19 SET 2017
Tamanho dos caracteres

 No hemisfério sul, o dia 21 de setembro prenuncia a chegada da primavera, que acontece no dia 23, estação na qual a natureza parece recuperar toda a vida que estava adormecida pelos dias frios de inverno.

No Brasil, carregamos fortes laços com a cultura indígena que deu origem a este país; um deles é o amor e respeito pelas árvores como representantes maiores da imensa riqueza natural que possuímos.

Os índios também utilizavam este período para iniciar a época de plantio, organizando-se pelo calendário lunar. Confirmando o carinho e respeito pela natureza, no Brasil, em 24 de fevereiro de 1965, formalizou-se o dia 21 de setembro como o Dia da Árvore - o dia que marca um novo ciclo para o meio ambiente.

Essenciais para a vida, as árvores não só embelezam o planeta, como mantêm a umidade do ar, oferecem suas sombras, produzem oxigênio, mudam a direção dos ventos. Elas também regulam nosso clima e amenizam a temperatura, evitam a formação de ilhas de calor, removem emissões de gás carbônico e podem ajudar a diminuir o ritmo das mudanças climáticas.

Além disso, as árvores também oferecem proteção contra desastres naturais como enchentes e deslizamentos, firmam o solo das encostas e também as margens dos rios, assim com áreas tranquilas de recreação e exercícios.

Ofertam-nos suas flores e frutos, através da madeira dos seus troncos ainda é possível colher matéria-prima para a fabricação de medicamentos e muitos outros produtos que utilizamos em nosso dia a dia, oferecem abrigo e alimento aos pássaros e morcegos, que por sua vez, controlam as populações de insetos e são importantes polinizadores.

No Brasil, a árvore mais antiga é um jequitibá de 3.020 anos, localizado em Santa Rita do Passa Quatro, em São Paulo. Sua copa possui 39 metros de diâmetro, onde vivem tucanos e macacos, entre outros animais.

Conheça algumas curiosidades sobre as árvores:


- mais do que tornar o ambiente mais bonito, as árvores mantêm a umidade do ar e ajudam a absorver o gás carbônico da queima de combustíveis, nos fornecendo mais oxigênio.

- uma de nossas árvores mais conhecidas, o pau-brasil (Caesalpinia equinata) corre risco de extinção. Durante o período da colonização, ele era a base da economia do país e exportado para a Europa, onde retiravam dele uma tinta vermelha para tingir roupas.

- entre as árvores em extinção, estão a Araucária que é encontrada em Santa Catarina, o Jacarandá da Bahia, o Mogno, e a Canela Preta.

- a destruição das grandes áreas verdes localizadas em áreas tropicais infelizmente vem ocorrendo em todas as partes e atualmente, essas florestas tropicais já perderam 80% de sua cobertura original.

O que podemos fazer para proteger as árvores?

Proteja e cuide das árvores existentes, plante novas árvores a cada ano para substituir as milhares de árvores cortadas pela indústria e agronegócios, não desperdice papel, incentive a reciclagem e utilize papel reciclado sempre que possível (já que a matéria prima para a produção do papel são as árvores) e envolva-se em instituições que dediquem tempo e recursos para a área de preservação, você não irá apenas ajudar no plantio de novas árvores, mas também a espalhar a consciência para outras pessoas.