BJD
31 máx 17 min
BragançaPaulista21 Jan 2018


Colunistas


As Valsas de Strauss - Johann Strauss (1825 - 1899)
Sexta-Feira,  18 AGO 2017
Tamanho dos caracteres

 Este compositor de Viena, membro de uma famosa dinastia de criadores de valsas, é o mais popular do mundo inteiro. O seu “Belo Danúbio Azul”, talvez seja a sua obra mais conhecida, a qual não deixou de ouvir-se desde a sua apresentação em sociedade e não conhece fronteiras.

A valsa, derivada de uma dança rural alemã chamada “ländler”, já era popular em Viena do século XVIII. Mas foi Johann Strauss II, o primogênito que compôs a sua primeira valsa aos seis anos.

A valsa foi o tipo de música com que o apelido Strauss e nomeadamente Johann Strauss Filho passaria à história. Valsa e Strauss vêm a ser quase sinônimos, já que foi ele o criador de obras tão significativas como “O Belo Danúbio Azul”, “A Valsa do Imperador”,”Sangue Vienense” e “A Valsa do Tesouro”.

Aos cinquenta anos , estimulado por Offenbach ,começou a escrever para cena, e entra no popular terreno da opereta, um gênero também vienense. Johann Strauss Filho compôs dezenas de operetas, das quais as mais conhecidas, “O Barão Cigano”, “Uma Noite em Veneza” e o “Morcego” Além das valsas, operetas e marchas, Strauss compôs polcas, quadrilhas “galops”e outras danças

.Fez da valsa uma obra de arte elegante e polida: um encadeamento de cinco valsas em sequência, que constituem verdadeiros poemas tonais em miniatura.