BJD
33 máx 20 min
BragançaPaulista18 Jan 2018


Colunistas


Sonatas para Cravo - Domenico Scarlatti (1685 - 1757)
Sexta-Feira,  11 AGO 2017
Tamanho dos caracteres

 As Sonatas de Scarlatti contêm um só movimento, mas cada um divide-se em duas partes. De modo muito esquemático, cada metade consiste em fazer passar o discurso musical de uma tonalidade conclusiva, com a ajuda de uma série de cadências, e a outra metade afasta-se dessa tonalidade conclusiva para estabelecer geralmente a tonalidade principal.

Estas Sonatas de compasso binário, isto é, de dois tempos,são diferentes da forma de sonata clássica, de estrutura bipartida (exposição, desenvolvimento e re-exposição).



Mas assemelham-se a ela pelo seu princípio de desenvolvimento modulante, permitindo passar de uma tonalidade a outra. Ralph Kirkpatrick demonstrou que a sonata de Scarlatti assemelha-se, na sua primeira metade, à exposição clássica e a primeira parte da segunda metade anuncia o desenvolvimento da forma sonata , enquanto que a segunda, a sua re-exposição.

De fato, “é a orientação harmônica à volta de um centro tonal principal (o tom da música) o que constitui o fator determinante da forma da música de Scarlatti” (R.Kirkparck).

Domenico Scarlatti nasceu em Nápolis, Itália, filho de Alesandro Scarlatti, célebre músico compositor de óperas. Estabelecido na Espanha, apaixonou-se pelo folclore do país, onde publicou “Essercizi per Gravicembalo” e compôs mais de 500 sonatas.