BJD
33 máx 20 min
BragançaPaulista18 Jan 2018


Colunistas


Raposão e o “D.E.R.”
Sexta-Feira,  11 AGO 2017
Tamanho dos caracteres

 Raposão ficou indignado, e muita gente também deve ter ficado, com a resposta do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), dizendo que “não” pode e não tem como alterar o limite de velocidade da Rodovia Alkindar Monteiro Junqueira (SP-063), mais conhecida como a estrada Bragança-Itatiba, limite que o departamento alterou de 80 km/h para 60 km/h (obs: antigamente era 100 km/h e depois passou para 90 km/h).

Interessante é que até uns 60 dias atrás, a velocidade podia ser 80 km/h e fica a pergunta: o que mudou na estrada para que tal diminuição ocorresse e não seja mais possível voltar ao que era?

Raposão responde: nada mudou! Até a incompetência desse departamento continua a mesma!!!!! E basta dar uma voltinha por essa estrada para perceber o que Raposão está falando.

São trechos de retas extensas onde há faixa dupla proibindo ultrapassagens e trechos sinuosos autorizando ultrapassar (vá entender????). Além, é claro, da antiguíssima promessa de duplicação que não tem deputado nenhum e governador nenhum que faça isso sair do papel!

Enfim, uma VERGOOOOONHAAAAAA!

Enquanto isso, tal estrada continua a ceifar vidas quase toda semana, e o que tem de ser feito mesmo, que é a duplicação, naaaaaaaaaada de sair!

“Brigaduuuuuu” governador Alckmin!!!

AINDA SOBRE...

...essa estrada da morte, Raposão já demonstrou aqui em várias colunas passadas, que um limite de velocidade incompatível como esse que foi adotado, acaba aumentando, e muito, o número de ultrapassagens e, consequentemente, o perigo da rodovia.

Mas os “tecnólogos” do DER dizem o contrário.

Raposão insiste: enquanto essa “briguinha” de 60 ou 80 km/h persiste, o foco do principal fica desviado, que seria pressionar e mostrar a importância para o governador e para o DER que a duplicação dessa estrada é urgente!

E até que isso ocorra, se é que um dia irá ocorrer, tal estrada servirá para a “coisa” que o governo mais gosta: arrecadar!!!! Ou alguém duvida que ela não se transformou numa enorme e voraz indústria de multas com o novo limite de velocidade de 60 km/h???
Lamentável!

RECAPEAMENTO


Raposão critica, mas também sabe elogiar: confesso que faz muito tempo que não vejo tantas ruas da cidade passar por recapeamento! É centro, é zona norte, é bairro, enfim, tenho visto que um grande número de ruas passou por recapeamento (não é operação tapa buraco não!) e para uma cidade que estava acostumada a muitos buracos em todas as ruas, ao se deparar com um asfalto “lisinho”, a gente até “se assusta”!

Outro dia me dirigi a uma marina que frequento há alguns anos (ou há mais de década!?), e os enormes buracos que há mais de seis anos tinha na estrada municipal de aceso a ela, estavam todos tapados! Parabéns ao governo municipal!

MAS, EM COMPENSAÇÃO...

...quero fazer aqui uma crítica construtiva: na última terça-feira chegou uma multa para minha filha por “dirigir sem a atenção e os cuidados necessários”. Fato este ocorrido em plena praça central da cidade, às 15h00 de um dia útil.

Sinceramente: esse tipo de multa é aquele que ou o agente de trânsito para o motorista e aplica, advertindo do que ele está fazendo, ou então nem elabora tal multa, pois mandar uma multa dessas na casa do infrator SEM especificar que ato que ele cometeu e originou tal multa, isso soa e cheira “indústria de multa”, pois além de não educar ninguém, nem ao menos dá a chance ao motorista de recorrer, pois ele nem sabe o que cometeu de errado!!!

Alô “secretário responsável por isso” e alô “responsável pela orientação dos agentes de trânsito”: vamos consertar e mudar esse tipo de elaboração de multas? Ou manda o motorista parar seu veículo e o adverte do ato errado que está cometendo, ou então que especifique-se o ato cometido pelo mesmo no campo histórico da multa. Se não der, então nem emita a multa!

Fica a dica.
Aguardemos...

JÁ TOMEI A MINHA

Atenção: vacinação antirrábica começou na semana passada aqui em Bragança.

Lembro-me que, e até hoje não entendi os motivos, alguns anos tal vacinação não foi feita, mas já há algum tempo está de volta, para a alegria dos donos dos cães, gatos & Cia, e para a tristeza destes (imagino que a vacina deva doer um pouquinho).

Hoje, dia 11, a equipe de vacinação está até as 10h50 no Ciles do Jardim Águas Claras e à tarde no prédio da “Dive”, Rua Arthur Bernardes 60, Santa Terezinha.

Você já levou seu animalzinho para tomar vacina?

Raposão já tomou a sua!

ATENDENDO A PEDIDOS...

...inclusive de Raposão, a Secretaria de Mobilidade Urbana anunciou que a sinalização viária será refeita, pois anda muito “apagada”.

Isso é notório, pois basta dar uma volta de carro para ver como as faixas de pedestres estão com a sinalização desgastada e as lombadas sem sinalização, tanto de solo, como a placa indicativa que falta em várias delas ou está em local errado (vários postes antes da lombada, quando deveria estar justamente na lombada!).

Um exemplo disso é a principal rua do Jardim Europa, a Avenida Europa, onde praticamente na sua extensão toda, as lombadas estão apagadas e em várias delas não há a placa indicativa da existência da mesma.

SOLIDARIEDADE TRICOLOR

Às vezes Raposão até se emociona com a solidariedade dos amigos. Tenho recebido dezenas de telefonemas e outras centenas, talvez milhares, de “zapzaps”, tudo porque o meu querido tricolor do Morumbi está na zona do rebaixamento no Brasileirão 2017.

Realmente meus amigos são muitos solidários! Como muitos deles são palmeirenses e diante da tragédia que foi a desclassificação do Palmeiras da Libertadores, ocorrida na última quarta-feira, queria, em nome da imensa torcida tricolor, “tricampeã” Mundial e “tricampeã” da Libertadores, deixar aqui um “apoio”e uma “força” e principalmente uma constatação: Mundial e Libertadores, definitivamente, NÃO é para qualquer um! (por favor, não batam em mim caso me encontrem por aí!).

Um bom final de semana a todos, lembrando que esta Coluna é meramente fictícia, com verdades e inverdades (cabendo a você, leitor, descobrir qual é qual?), e na sexta-feira que vem tem mais (se Deus assim consentir), lembrando que Raposão aceita dicas, opiniões, críticas e, é lógico, elogios (desde já, os agradeço), que podem ser feitos via e-mail, telefone (ver ambos abaixo), “sinais de fumaça” ou cartas para redação do BJD, situada à Av. Antônio Pires Pimentel nº 957, Centro, Bragança Paulista, CEP 12914-000. Acompanhem também Raposão na Internet, pelos sites www.bjd.com.br e no Facebook (Raposão João Raposo Advogados Associados) ou no Instagram (joao_raposo João Raposo Advocacia – Raposão).

ADVOGADO João José Raposo de Medeiros Jr. é colaborador do BJD desde 1982. Contatos pelo e-mail joao_raposo @terra.com.br ou pelo tel. 9-8353-5626 (cel. TIM) (digite o número 9 mais a palavra “TELEJOAO” no teclado do tel que dá esse número, bem mais fácil de guardar, não?) ou pelo Whats App (ZapZap) 9-9903-4555 (cel. VIVO).