BJD
33 máx 20 min
BragançaPaulista18 Jan 2018


Colunistas


Pesquisa
Sábado,  08 JUL 2017
Tamanho dos caracteres

 Nesse momento de total confusão, onde grande parte da população está descrente, mas insiste em opinar sobre qualquer assunto, é interessante o resultado de uma pesquisa sobre diversos temas.

Pena de morte – 55% contra e 42% a favor
Liberação de drogas –80% contra e 17% a favor
Prisão para adolescentes infratores – 25% contra e 70% a favor
Homossexuais – aceitação – 19% contra e 74% a favor
Proibição de armas de fogo – 43% contra – 55% a favor

2 – Instituto Federal

O Instituto Federal de Bragança, pelo que nos foi informado, teve redução de verbas, o que atrapalha sua mudança para o novo prédio e dificulta suas atividades.

Já protestamos na Câmara e enviamos ofícios a vários deputados federais pedindo para intervir.

3 – Maioria não é extremista

Em relação à posição na resposta de vários temas, concluiu-se que o perfil ideológico (rotulação) da população brasileira é 31% de centro-esquerda, 30% de centro-direita, 20% de centro, 10% de direita e 10% de esquerda (Datafolha). Confesso que me surpreendi com o resultado, achava que a extrema-esquerda não passaria de 5% e a extrema-direita estaria perto de 15%.

4 – Obra em atraso

Em relação aos prédios de apartamentos (5 torres, totalizando 385 apartamentos), que está sendo construído pela Jacitara (Soleil Residencial Resort), no Jardim do Lago, muita gente reclama que as obras estão atrasadas e perguntam se há algum problema com a Prefeitura. Pelo que pudemos apurar, o empreendimento está aprovado e seu andamento depende unicamente da construtora.

5 – Grupo para negociar


Esse Consórcio Público Intermunicipal Águas da Mantiqueira (COSAM), que a Prefeitura e mais 9 municípios querem que as Câmaras Municipais aprovem, é apenas uma “união” das dez cidades para tentar negociar com a Sabesp (ou outra empresa) um contrato mais favorável no setor de água e saneamento. Não quer dizer que os dez municípios irão assumir os trabalhos criando um serviço autônomo (o que seria uma loucura) e nem mesmo que irão contratar a mesma empresa.

É só um “grupo (teoricamente) unido” para negociar. Mas precisamos estudar o projeto para saber se haverá custos etc.

6 – Abandonados


Continuam abandonados:

1 – O prédio do antigo Colégio São Luiz, que teria que ser reformado e restaurado, mas pode cair;

2 – Os ginásios de esportes do município;

3 – A Praça do Matadouro com quiosques fechados, pichados e danificados;

4 – O Tanque do Moinho, com suas margens ocupadas por prostituição, lago assoreado por terra vindo de rua acima do clube e a pesca ilegal com redes e tarrafas.

7 – Estilo

Prefeitura x ABBC; Prefeitura x Sabesp; Prefeitura x Embralixo; Prefeitura x N. S. de Fátima. Esses confrontos mostram o estilo de administração Jesus Chedid. Confrontar, apertar, pressionar e negociar. Ou “dá certo” ou “espana”.

8 – Lombadas


Moradores da Av. Major Fernando Valle, altura do nº 400, reclamam que uma lombada causa trepidação,infiltrações e rachaduras na casa. Realmente lombadas são necessárias, mas dependendo da localização e do tráfego podem causar danos em edificações.

Necessário se estudar a localização mais adequada para implantá-las, ou colocar equipamentos diversos (outro tipo de lombada).

9 – Caminhões


E o Decreto sobre trânsito de caminhões que cortam caminho pela cidade? Quando será realidade? Será garantido o livre acesso dos caminhões que estiverem trabalhando ou em rota normal?

10 – Falta placa

Na Rua Dr. Tosta, trecho entre a Santa Clara e a Coronel Leme (próximo ao colégio Tibiriçá) muitos carros sobem pela contramão, pois falta uma placa na Santa Clara. Já alertamos. A possibilidade de acidentes é grande.

11 – Folclore

Anos 80. Fui ao cinema em São Paulo assistir um filme do 007, James Bond. Logo no começo, 007 luta dentro de um avião com vários inimigos, eles fogem de paraquedas, e ele, o herói, é atirado sem paraquedas da aeronave. Ele vai caindo, planando, alcança um dos carasque está de paraquedas, luta com ele no ar, pega o equipamento e se salva. Nisso, um cara neurótico que está no cinema grita:

- Nossa... que palhaçada.

Um outro retruca:

- Cale a boca.

Ele xinga, o outro retruca, os dois se levantam e saem no braço, no meio do cinema.

Todo mundo assiste... e esquece do filme.

Duas cenas aparentemente irreais que assisti pagando um só ingresso.