BJD
31 máx 17 min
BragançaPaulista22 Jan 2018


Colunistas


Raposão pergunta: Até quando?
Sexta-Feira,  07 JUL 2017
Tamanho dos caracteres

 A morte de mais um policial, muito querido por todos, assassinado em São Paulo quando se dirigia ao trabalho, levanta a seguinte questão: até quando vamos ver isso?

No Brasil mata-se mais policiais do que em qualquer outro lugar do planeta! E não é de hoje que isso ocorre! E ninguééééééém faz nada!!!!!

Faz tempo que Raposão clama por leis mais rígidas e penas maiores para quem matar policial. Será que é tããããão difícil para os nossos “nobres deputados e senadores” se reunirem e fazerem um adendo ao nosso Código Penal, estipulando, por exemplo, penas dobradas para quem matar policial no exercício de sua função?

Raposão sabe que nossos nobres deputados e senadores têm “coisas muito mais importantes” a se preocupar, como o arquivamento ou não da cassação do Aécio ou as delações do Joesley, mas seria tão bom que eles “arrumassem um tempinho” e cuidassem da mudança de algumas leis, que estão aí já se mostrando há tempos que são ineficazes diante de toda a violência que assola este país há décadas!

Quando “eles” (nossos “nobres deputados e senadores)” querem, mudam até o “sexo dos anjos”, não é verdade? Por isso que Raposão sempre afirma que o voto mais importante que damos é para deputado e senador, porque são eles que fazem ou mudam nossas leis!

Infelizmente, e como Raposão queria que fosse diferente, creio que a morte desse policial tão querido, será apenas mais uma nas estatísticas, pois alguém acredita que nossos nobres deputados e senadores vão se reunir para mudar alguma lei? Óbvio que não! Afinal, repito, eles têm “coisas mais importantes” a fazer!

RAPOSÃO E A ESTRADA DA MORTE


Mais uma vez fica a mesma pergunta: até quando?

Quase toda semana é sempre a mesma notícia: alguém morreu na estrada Bragança-Itatiba. E semana passada não foi diferente, pois mais três pessoas perderam a vida nessa estrada que Raposão chama faz tempo de “estrada da morte”.

Há décadas que essa estrada precisa ser duplicada. E o que nossos governantes fazem? Asfaltam o acostamento, pintam uma faixa aqui, outra acolá, diminuem a velocidade para “60 km/h” (aumentando ainda mais a insegurança, pois com isso aumentaram o número de ultrapassagens – Raposão já explicou isso aqui, há algumas semanas), enfim, fazem coisas paliativas, mas o que tem de fazer mesmo, que seria duplicar a pista, isso não fazem!!!

Raposão pergunta mais uma vez: cadê nossas “forças políticas” para chegarem junto ao governador do Estado e conseguirem que dupliquem essa estrada????

Alô deputados da região ou de qualquer outra região: cadê vocês?

Ando muito por essa estrada e, sinceramente, tenho medo de ser mais uma vítima dela, mas Deus está conosco, não é verdade? Então, não temamos nada! Mas, que a duplicação dela daria uma bela forcinha na proteção divina, ah isso daria mesmo!

Duplicação da Bragança-Itatiba já!

FARINHA DO MESMO SACO ?

Raposão acha muito interessante, engraçada, peculiar, mas ao mesmo tempo uma perda de tempo, essa “briga” que ocorre na internet entre a direita e a esquerda, entre partidários de frentes políticas diferentes e que acabam tornando isso uma espécie de briga entre o “bem e o mal”, como se isso fosse realmente verdade (óbvio que não é!).

A verdade é que hoje no Brasil fica difícil ter partido, pois a Lava Jato e o “Joesley” mostraram que quase ninguém se salva. Mas, o “pessoal” ainda continua “brigando”, defendendo este ou aquele político, alguns mais atolados em denúncias do que carro de “jipeiro” na lama em final de semana de trilha!

FOTOS COMPROMETEDORAS


Ainda sobre o tema acima citado, tem gente que se preocupa muito com sua rede social virtual e, como andou tirando fotos ao lado de algum político que agora também foi delatado e acusado de alguma falcatrua, fica desesperado para apagá-las, como se isso fosse resolver ou mudar alguma coisa.

Raposão mesmo, por exemplo, votou no Aécio, mas vai fazer o que? Na época “era o que tinha”, ainda mais diante da “institucionalização da corrupção” que havia do outro lado, além disso, bola de cristal Raposão nunca teve e a arte da adivinhação ele ainda não aprendeu a fazer, pois se fizesse cravaria 6 números na Mega Sena toda semana!

Pois bem, nas últimas semanas Raposão morreu de rir vendo pessoas procurando apagar fotos da rede social, que tirou ao lado de políticos que agora são investigados. Tem sobrinho do Aécio querendo apagar a foto que tirou com ele, tem primo do Michel Temer também querendo deletar a foto que tirou com ele na confraternização anual da família, e por aí vai.

Conselho de Raposão: calma gente! Tirar foto ao lado de alguém não incrimina ninguém! Mas, se existisse um aplicativo que apagasse fotos tiradas ao lado de Temer ou de Aécio, ele iria “rachar” de vender, ah isso ia sim!!!

Alguém sabe se existe esse aplicativo?

HOMENS E MULHERES IGUAIS...


...na balada!

Nova regulamentação proíbe que casas de shows, eventos, etc, cobrem preços diferentes entre homem e mulher, algo que é muito comum nas baladas do Brasilzão afora.

Raposão se assusta como por aqui, nesse “país paraíso”, onde quase não há nada de problema, possa haver tanta preocupação com coisas tãããããõ importantes como essa de preços diferenciados entre homens e mulheres, que, se você for ver bem, essa diferença mais ajuda o consumidor do que o prejudica!

Sabe o que vai acontecer daqui para frente? Simples: as casas noturnas, de shows, etc, vão lucrar mais, pois vão subir o preço para as mulheres, que terão de pagar o mesmo preço do homem (ou alguém acredita que o ingresso do homem vai abaixar para ficar igual das mulheres?) e para aqueles que são cavalheiros (e que sempre pagam para a companheira) vão pagar dobrado!

Enquanto a “burrocracia” do Estado continuar a se intrometer excessivamente na livre concorrência do setor público, são coisas desse tipo que vão surgir.

ANIVERSÁRIO SOLIDÁRIO


Outro dia, ou melhor, outra “noite” encontrei um amigo na tradicional Festa do Asilo e, entre um vinho quente e outro, ele acabou dando uma ideia que achei sensacional: “aniversário solidário”.

Raposão explica: quanta gente que faz aniversário e nem liga se vai ganhar presentes ou não? Eu mesmo sou um desses, aliás, nem me sinto muito à vontade quando ganho presente, não sei se por timidez ou por achar que tenho mais do que o necessário para viver. Aí que entra o aniversário solidário: quando você for dar uma festa de aniversário, peça para os convidados darem de presente coisas tipo caixa de leite, cesta básica, arroz, feijão e depois distribua para famílias carentes ou entidades sociais. Se quiser, marque um dia com os próprios convidados da festa e vão juntos fazer a doação.

Sensacional a ideia, não?

Este ano, infelizmente, o aniversário de Raposão já foi, mas no ano que vem vou por a ideia em prática!

FRASE DA SEMANA

“Não existe vento favorável a quem não sabe onde deseja ir” (Arthur Schopenhauer – filósofo alemão do século XIX).

Um bom final de semana a todos, lembrando que esta Coluna é meramente fictícia, com verdades e inverdades (cabendo a você, leitor, descobrir qual é qual?), e na sexta-feira que vem tem mais (se Deus assim consentir), lembrando que Raposão aceita dicas, opiniões, críticas e, é lógico, elogios (desde já, os agradeço), que podem ser feitos via e-mail, telefone (ver ambos abaixo), “sinais de fumaça” ou cartas para redação do BJD, situada à Av. Antônio Pires Pimentel nº 957, Centro, Bragança Paulista, CEP 12914-000. Acompanhem também Raposão na Internet, pelos sites www.bjd.com.br e no Facebook (Raposão João Raposo Advogados Associados) ou no Instagram (joao_raposo João Raposo Advocacia – Raposão).

ADVOGADO João José Raposo de Medeiros Jr. é colaborador do BJD desde 1982. Contatos pelo e-mail joao_raposo @terra.com.br ou pelo tel. 9-8353-5626 (cel. TIM) (digite o número 9 mais a palavra “TELEJOAO” no teclado do tel que dá esse número, bem mais fácil de guardar, não?) ou pelo Whats App (ZapZap) 9-9903-4555 (cel. VIVO).