BJD
31 máx 17 min
BragançaPaulista21 Jan 2018


Colunistas


Reflexões do Dia do Meio Ambiente: mãos na massa!!!!
Terça-Feira,  06 JUN 2017
Tamanho dos caracteres

 5 de junho de 2017. Dia mundial do Meio Ambiente, uma data que deve chamar a atenção para a importância da manutenção do equilíbrio que nos proporciona a vida, tal como a conhecemos, aqui em nosso planeta.

Assim como considerado pelos astrofísicos, o Planeta Terra é uma “improbabilidade estatística” se comparado aos outros planetas de nosso sistema solar. Tenho a plena certeza de que a maioria de nós, habitantes desse planeta, não fazemos ideia da linha tênue que faz da Terra o único a ter as condições necessárias para o desenvolvimento e manutenção da vida, um sistema que se auto regula e que tem no clima o fator preponderante para tal condição.

Os problemas socioambientais são muito variados, desde os problemas relacionados a água, lixo, desmatamento, extinção de espécies, agrotóxicos, entre outros – todos eles, TODOS sem exceção, tem relação com a grande rede de manutenção do equilíbrio dinâmico do planeta Terra, todos tem relação com a manutenção do equilíbrio climático que mantém todos os tipos de vida em nosso planeta.

5 de junho de 2017. Século XXI, mas o que vemos nos leva a troca de posição dos numerais romanos e me parece que voltamos para o século XIX, tamanho retrocesso que estamos vivendo. Do liberalismo ao neoliberalismo, jogos de poder disfarçados de bandeira de desenvolvimento para os países.

Cada vez mais as lições ensinadas pela cartilha neoliberal estão sendo vividas - a lógica da exploração, lucro e competição correndo nas veias, aflorando nos discursos e se materializando nas ações. O bem-estar da comunidade de vida do planeta não está presente em nenhum dos capítulos dessa cartilha.

A desvalorização dos programas mundiais de combate as mudanças climáticas é um tiro no pé da sociedade mundial (o aprofundamento da saída dos EUA do Acordo de Paris para mudanças climáticas será aprofundado no texto da próxima semana).

A manutenção da qualidade de vida em nossa grande casa, o Planeta Terra torna a questão ambiental ampla e complexa. Falar de meio ambiente de maneira crítica, problematizadora e realmente engajada faz com que essa fala passe necessariamente pelo campo da economia, da política, da cultura, do social em seu aspecto mais enredado, passa necessariamente pelo crivo da ética, crivo esse que trata das formas de ser e estar nesse planeta.

5 de junho de 2017. O mercado é o grande regulador mundial e não o bem-estar da comunidade de vida do planeta. Pergunta: as coisas estão indo bem? Podemos manter o barco navegando nesse curso? Nada precisa ser mudado? Pois bem, vamos pensar sobre isso. Vamos refletir sobre nossa forma de pensar, de agir, vamos pensar sobre nossa visão de mundo: até que ponto eu contribuo ou não para a manutenção desse status quo?

Nesse dia mundial do Meio Ambiente temos conquistas, mas muito tímidas se comparadas com as perdas. Por isso, chamados todos vocês para caminhar por outros caminhos, pensar em ideias não pensadas, construirmos uma sociedade mais justa e sustentável, unindo forças e alimentando nossas esperanças. Pensar no problema é o primeiro passo para a construção da solução, pense nisso! Você não está sozinho!

Venha conosco participar do Coletivo Socioambiental de Bragança Paulista, junte-se a outros que assim como você, acreditam que as coisas precisam mudar e vamos juntos construir esses caminhos para a sustentabilidade! Reunião nesta quarta, dia 7 de junho as 18h30 no galpão da Gloria Valle Eventos, rua Raul Rodrigues Siqueira, 294 – Santa Luzia – Bragança Paulista. Você não está sozinho!