BJD
31 máx 17 min
BragançaPaulista22 Jan 2018


Colunistas


Reclamar é um direito
Sábado,  20 MAI 2017
Tamanho dos caracteres

 LAICIDADE é a forma institucional que toma nas sociedades democráticas a relação política entre o cidadão e o Estado, e entre os próprios cidadãos. Ela assegura a todo indivíduo o direito de adotar uma convicção, de mudar sua convicção e de não adotar nenhuma.

Assim, Laicidade do Estado não éuma atitude entre outras, mas a condição primeira da coexistência entre todas as convicções no espaço público. Ela não é ameaça à liberdade de expressão.

O que inibe tal direito democrático, por certo, é aquele que se arroga como titular de uma falsa verdade ou certos grupos que censuram todas as opiniões diferentes das que eles entendem inatacáveis e reagem com o estilo de uma dignidade ferida> contrariedade!

Finalizo o item sustentando que é obrigação do governo, seja ele federal, estadual ou municipal, o cuidado e a efetivação de órgãos competentes públicos ou privados, com o propósito de efetuar a prestação de serviços adequados com a finalidade de sanar as deficiências e problemas de forma a promover um nível de vida com segurança, justa e com qualidade. Nada mais!!!

REFORMA POLÍTICA

APENAS
para ilustrar, oportuno lembrar que a coligação Experiência e Competência Para Reconstruir Bragança foi construída por DEM - PRB - PP - PDT - PMDB - PSL – PSC - PR - PHS - PMN - PMB - PTC - PEN - PT do B - SD - PSDB (14 partidos) e a coligação UM NOVO TEMPO> PTB - PTN - PPS - PROS - PC do B - PSB - PRTB - PV - PRP - PSD – PSDC (11 partidos). Aí está uma amostra que justifica fim das coligações proporcionais e ainda assim não significará o fim do sistema eleitoral proporcional.

Aliás, para melhor entendimento, o que se propõe é a extensão dos votos do candidato que alcançar votação expressiva para o seu partido político e com votação bem superior ao quociente eleitoral, além do seu próprio mandato, estenda para duas ou mais vagas de seu próprio partido. Ora, pelo menos a injusta eleição do sistema proporcional é vinculada à legitimidade representativa de alguns candidatos.

Aqui em Bragança Paulista tivemos candidatos com votações significativas e superiores às de outros candidatos eleitos Pior é que não foram eleitos. Caso haja a reforma, os partidos nanicos e os organizados terão mais candidatos para eventual extensão dos votos> possibilidade de aproveitamento da sobra do(s) puxador(es) de votos. Complicado!

PREFEITURAS ESTÃO QUEBRADAS

NENHUM
exagero. Apenas um item> 89% dos municípios brasileiros devem, em conjunto, R$ 99,6 bilhões ao INSS. Já na dívida contratual interna junto ao Tesouro Nacional/Sistema Financeiro Nacional - Saldo devedor “Os dados ora disponibilizados ainda não incluem o endividamento junto a credores externos, ao INSS, ao FGTS e também o endividamento mobiliário, referindo-se apenas ao endividamento contratual junto ao Tesouro Nacional e ao Sistema Financeiro Nacional (SFN)” - UF: SP - São Paulo - Município: BRAGANCA PAULISTA - Posição: 02/2017.

Em R$ 1,00/Credor: Instituições Financeiras Públicas: R$2.532.047,10. A dívida pública é um recurso de uso muito antigo na história das finanças públicas e ao longo dos anos é fundamental observar que a estrutura dessa dívida foi evoluindo para um perfil diferente daquele observado no passado.

Num conceito mais restrito, a dívida pública é o resultado das operações de crédito realizadas pelos órgãos do setor público com o objetivo de antecipar a receita orçamentária ou atender a desequilíbrios orçamentários, e a financiamentos de obras e serviços públicos.

O que se indaga> a dívida supra mencionada em fevereiro de 2017 é derivada do passado ou é conseqüência do presente? Minha curiosidade é também dos que me lêem> esclarecimento objetivo. Não se trata de acusação ou crítica!

POR ÚLTIMO

BASE ALIADA
está estremecida e apontando sérios problemas na atual administração. Nenhuma novidade quando fundamentada, afinal, vereador é representante do povo e não defensor do chefe do Executivo. Pior é quando nada faz e ainda trai o voto que lhe foi confiado.

PARA LER E REFLETIR


“A política é a arte de buscar problemas, encontrá-los, fazer um diagnóstico falso e depois aplicar remédios equivocados” (Groucho Marx)

ATÉ A PRÓXIMA