BJD
33 máx 20 min
BragançaPaulista18 Jan 2018


Colunistas


Soluções naturais contra alguns Insetos
Terça-Feira,  16 MAI 2017
Tamanho dos caracteres

 A procura por alternativas naturais de métodos utilizados contra insetos e parasitas, que minimizem os efeitos tóxicos dos produtos químicos utilizados para tal, vem crescendo nas últimas décadas.

A seleção de populações resistentes aos diferentes grupos químicos é consequência do uso indiscriminado e continuado de drogas, que além de apresentarem efeitos nocivos aos animais e humanos, ainda agridem o meio ambiente.

A seguir algumas sugestões de soluções naturais que as pessoas podem utilizar sem contra-indicações: Piolhos: este parasita atinge pessoas de todas as classes sociais e encontra-se em maior incidência na população infantil do país, sendo que o pior inimigo não é o piolho, mas a lêndea.

O melhor pediculicida não mata mais que 60% das lêndeas. A maneira mais simples e eficaz para combater este parasita é o uso periódico do pente fino, tanto para prevenir, como para eliminar lêndeas e piolhos.

Secador: O ar quente do secador é praticamente fatal para piolho e lêndea, eles ficam desidratados e morrem. O ideal é não deixar os cabelos molhados, usando o secador quente e passando o pente fino com linha sempre.

Água e vinagre: Faça uma mistura de 50% água e 50% vinagre e, com a ajuda de um borrifador, molhe os cabelos e abafe com uma touca. Deixe agir por 30 minutos, depois lave normalmente, passe o pente fino com linha e seque os cabelos.

Dengue: receita de repelente natural:

1/2 litro de álcool
1 pacote de cravo da Índia
1 vidro de óleo de bebê(100ml)

Deixe o cravo curtindo no álcool uns 4 dias, agitando na manhã e à tarde; Depois coloque o óleo corporal (pode ser de amêndoas, camomila, erva-doce,Aloe vera).

Passe só uma gota no braço e pernas e o mosquito foge do cômodo. O repelente evita que o mosquito sugue o sangue, assim, ele não consegue maturar os ovos e atrapalha a postura e assim, vai diminuindo a proliferação.

MOSCAS E MOSQUITOS: USE A CITRONELA

Essa planta é parecida com a erva-cidreira e de suas folhas é retirado um óleo capaz de deixar os bichos bem longe do corpo e do lado de fora dos ambientes. Tanto poder tem uma razão química: o óleo essencial tem mais de oitenta componentes, entre eles citronelal, geraniol e limoneno, agentes que afugentam moscas e mosquitos.

O cheiro é semelhante ao do eucalipto e, segundo a aromaterapia, tem propriedades tônica, antisséptica e desinfetante. Além do óleo essencial, é possível encontrar muda da planta e vários produtos à base de citronela, como loções e sprays, para a pele, e velas e incensos, para a casa.

O melhor para ambientes é usar o óleo essencial aquecido em difusor. Se preferir cultive a citronela em vaso ou no jardim, pois a citronela é de fácil multiplicação e não requer grandes cuidados.