BJD
31 máx 19 min
BragançaPaulista18 Jan 2018


Colunistas


Raposão e o churrasquinho
Sexta-Feira,  24 MAR 2017
Tamanho dos caracteres

 Ah não! Desta vez foi demais!

Raposão até agora teve de aturar um montão de coisa! Mensalão, Petrolão, triplex, reforma da Previdência (esta prestes a ter de aturar!), etc, etc, mas ter de engolir carne estragada (ou adulterada), aí já “estão” pedindo demais!

A verdade é que essa tal Operação Carne Fraca que a Polícia Federal fez na semana passada e alardeou ao mundo todo sobre a carne brasileira, nos fez pensar o seguinte: Será que o único sujeito que vendia ou vende carne de verdade no Brasil é o cara do espetinho de gato?

EXAGERO ?

Raposão sabe dessas histórias (de que na salsicha e na linguiça vão materiais, digamos, “não muito nobres”) desde que o homem pisou na lua, mas isso acontece muito antes do homem deixar sua pegada lá! Acho até que Bragança começou a ganhar a fama de “terra da linguiça” porque começou a fabricá-las com carnes mais nobres, mas, enfim, o importante é que muitas práticas são aceitas e perfeitamente legais e aceitáveis pelos órgãos fiscalizadores.

O que parece que ocorreu foi “um” certo “exagero” não só na divulgação dos fatos, como também na interpretação de certas coisas (a tal carne com papelão, amplamente divulgada e comentada, parece que não é bem assim, pois o tal papelão seria para embalar).

O que soa muito esquisito para Raposão é a informação, dada pela própria Polícia Federal, dando conta que essa tal investigação “Carne Fraca” já ocorria há dois anos e Raposão questiona o seguinte: em todo esse tempo só tiveram provas “orais” e só “dois laudos”??? E mais, nesses dois anos de investigação deixaram a gente comer carne estragada???

Como se vê...parece que as coisas não são bem assim e foram “um pouco” superdimensionadas. Continuo comendo o meu churrasco normalmente.

O lado bom disso é que, como despencou a exportação de carnes (Brasil exportava cerca de 60 milhões de dólares por dia e caiu para 74 “mil” dólares diários”), o preço por aqui deve baixar, e muito! Quando despencar o preço, comprem e congelem!

GOLEIRO BRUNO

Bruno foi solto por culpa da própria Justiça, que demorou muito para julgá-lo. Mantê-lo na prisão (estava preso há quase seis anos) seria como dar uma condenação antecipadamente, visto que poderia ser absolvido em recurso.

Bom ou ruim, é assim que a lei determina e não adianta ficar brigando com Raposão sobre isso. Brigue sim com seu deputado federal ou senador e o pressione a mudar as leis que estão aí (se bem que “parece” que eles nunca estão preocupados com nossas leis penais, mas sim com “outras coisas”!?).

O que chamou a atenção de Raposão foi a intolerância do povo quanto a um condenado, legalmente posto na rua, criticando o fato do goleiro Bruno ter sido contratado por um time de futebol, por ele já estar empregado, etc, etc.

Entendo que ele ainda não cumpriu sua pena, pois foi posto em liberdade por algo que posso chamar de “excesso de tempo para julgá-lo”, mas essa intolerância toda de alguns, mostra que as pessoas esquecem que o principal objetivo da cadeia é a “ressocialização” do cidadão e trazê-lo de volta ao convívio da sociedade.

E parece que o goleiro Bruno, após cumprir sua pena (se realmente vier a ser condenado definitivamente), será um caso positivo desses, no meio de muitos que, infelizmente, retornam às ruas para voltar a cometer crimes.

Aguardemos...

NOTÍCIAS FALSAS


A internet não é uma terra sem lei como muitos pensam, pois muita gente é e já foi condenada por coisas que “disse” na internet ou em sites sociais.

O que ocorre muito nela é, volta e meia, notícias falsas serem divulgadas, normalmente por sites que ganham por “clicks”, ou seja, criam uma notícia chamativa para que a pessoa clique, e na verdade a notícia é falsa.

Assim também são os vídeos, embora obviamente reais, muitos são atribuídos a pessoas, empresas ou fatos que nada tem a ver com tais vídeos.

Nesta semana rolou um vídeo onde pombas eram “engolidas” por uma máquina e “atribuíram” isso a uma fábrica de cerveja do Brasil. A verdade é que esse fato era mais um falso, pois depois foi confirmado que se tratava de algo que ocorre lá na União Soviética e nada tem a ver com cerveja.

Enfim, a internet é uma terra muita vasta e interessante, mas que precisa ter muito cuidado para não cair e acreditar em coisas que nela são divulgadas, mas não são verdadeiras. Raposão, mesmo, já foi vítima disso, pois já divulguei aqui “uma” notícia que depois descobri não ser verdadeira, sobre um político que tinha comprado uma fazenda de nem sei de quantos milhões! Portanto, todo cuidado na internet é pouco!

SERÁ ???

Raposão sempre afirmou que as mulheres mandam no mundo (ou você acha que o George Bush invadiu o Iraque sem antes pedir permissão para sua esposa?). Mas, vendo todas essas notícias (e vendo esta própria Coluna do Raposão de hoje), ando desconfiado que há muito mais que uma ordem feminina mundial, mas sim um verdadeiro complô!

Será que essas histórias de goleiro assassino, de carne estragada e de cevada contaminada por pombos não se trata de uma conspiração feminina para acabar com o que os homens mais gostam, ou seja, de futebol, churrasco e cerveja???

Melhor abrir os “zóio”! Essa mulherada anda terrível!

MUNDO ESTÁ DE PONTA CABEÇA ?

Raposão entende os devidos cuidados e preocupação que devemos ter com a fauna, flora, etc. Os animais devem ter toda a nossa preocupação e atenção, mas lendo o projeto do novo Código Penal, que transita há um bom tempo lá em Brasília, estou chegando à conclusão que esse mundão tá ficando doido e de ponta cabeça.

Vejamos os disparates: tirar um ninho de passarinho do lugar (5 anos de prisão), lesão corporal leve numa pessoa (exemplo: dar um soco na cara de alguém – só 6 meses de prisão); abandono de vulnerável (ex: abandonar uma criança ou um pai idoso – 6 meses de cadeia), dar um “tapa” num animal (7 anos de prisão).

Lendo tudo isso aí acima, se realmente esse novo Código Penal for aprovado do jeito como ele está, vou lhe dar um conselho como advogado que sou: se por um acaso um cachorro lhe morder, é melhor você matar o dono do cachorro que você vai ter muito mais chance de ficar menos preso do que os sete anos que vai ficar por agredir um animal!!

Aos “politicamente corretos”, alerto que Raposão não está aqui fazendo apologia nenhuma a nenhum crime e nem defendendo maus tratos aos animais ou coisa desse tipo. Estou apenas alertando que “esses disparates” do novo Código Penal têm de ser corrigidos.

COISAS DO BRASIL

Acredite! Paulo Maluf não foi citado nem no mensalão, nem na Lava Jato, nem pelo Rodrigo Janot, nem por delator nenhum! Em contrapartida, se colocar o pé (basta um pé só) fora do Brasil é preso na hora!

Alguém entende isso?

NA MESMA ESTEIRA...

...segue o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, que não pode sequer acompanhar a seleção brasileira em seus jogos no exterior, pois a chance de ser preso se colocar o pé fora do Brasil é maior que certos locais de Bragança inundarem caso chova forte.

A pergunta que fica em ambos os casos (Maluf e Del Nero) é a seguinte: por que a polícia brasileira e o Ministério Público (MP) não têm as mesmas informações da Interpol, FBI e Cia para prenderem esses cidadãos pelos mesmos motivos que fazem eles terem medo de viajar para fora do Brasil?

Alguém me explica por que eles seguem fazendo do Brasil um local de refúgio?

Raposão só queria entender.

Um bom final de semana a todos, lembrando que esta Coluna é meramente fictícia, com verdades e inverdades (cabendo a você, leitor, descobrir qual é qual?), e na sexta-feira que vem tem mais (se Deus assim consentir), lembrando que Raposão aceita dicas, opiniões, críticas e, é lógico, elogios (desde já, os agradeço), que podem ser feitos via e-mail, telefone (ver ambos abaixo), “sinais de fumaça” ou cartas para redação do BJD, situada à Av. Antônio Pires Pimentel nº 957, Centro, Bragança Paulista, CEP 12914-000. Acompanhem também Raposão na Internet, pelo site www.bjd.com.br e no Facebook (Raposão João Raposo Advogados Associados).

João José Raposo de Medeiros Jr. é advogado e colaborador do BJD desde 1982. Contatos pelo e-mail joao_raposo@terra.com.br ou pelo tel. 9-8353-5626 (cel. TIM) (digite o número 9 “mais” a palavra “TELEJOAO” no teclado do tel que dá esse número, bem mais fácil de guardar, não?).