BJD
31 máx 19 min
BragançaPaulista18 Jan 2018


Colunistas


Trabalhemos, pois!
Quinta-Feira,  04 ABR 2013
Tamanho dos caracteres

 Amigos, muita paz.

Ao redor de nossa fé, o mundo atual é um palácio claro-escuro, de esplendores e trevas, sutuosidade e desconforto, grandeza e decadência.

Nos povos – desolação e temor.

Nos indivíduos – insegurança e soledade.

Nunca a multidão, na Crosta da Terra, foi tão singularmente compacta, quanto agora, e jamais o homem se sentiu tão sozinho.

Enquanto louvamos o Senhor, há quem blasfeme.

Enquanto amamos, há quem odeie.

Enquanto cantamos, há quem chore e desfaleça.

Enquanto nos confraternizamos, há quem derrame entre as criaturas o veneno da discórdia e da separação.

Espíritas da Boa Nova, não duvideis! A ceifa de luz já começou.

Se a Terra multiplica problemas inquietantes, Cristo é a resposta.

Trabalhar – é o mandamento moderno.

Servir – é o lema único.
Agir – é o método.
Educar – é o programa.
Progredir – é a lei.
Amor – é o roteiro comum.

Espiritismo no Evangelho é ação constante no bem.

Ação no bem é prece permanente em louvor a Jesus.

Seja a nossa presença, onde estivermos, a oração ativa da caridade fraterna e da iluminação espiritual, a benefício dos nossos semelhantes e de nós mesmos.

Trabalhemos, pois, e sigamos para frente.

Emmanuel

Psicografia em reunião pública - 22 de julho de 1950, Centro Espírita Amor e Caridade, na cidade de Belo Horizonte (MG)

Livro: Através do Tempo - Francisco Cândido Xavier, por Espíritos Diversos
LAKE – Livraria Allan Kardec Editora


TRABALHAR


Trabalho é a maior concessão de Deus no tempo, o grande renovador de tudo.

Não há névoa que lhe resista à luz, nem chaga que lhe escapa ao consolo.

Com ele olvidamos nossos pesares, encontramos os pesares alheios que nos solicitam concurso fraterno.

É por ele que adquirimos o verdadeiro senso das proporções, de vez que nos ensina a sanar as dores maiores do que as nossas.

Pelo trabalho a experiência terrestre se transforma em cântico de alegria.

A ele devemos o berço que nos recolhe, o coração materno que nos afaga, a escola que nos instrui, o lar que nos acalenta e o caminho em que se nos desobra a compreensão.

Serviço é riqueza e cultura, educação e aprimoramento.

Se entre os homens trabalhar é a honra da criatura, na Vida do Espírito trabalhar significa elevação e progresso.

Temos, além da morte, a luta de mil faces diferentes, dasafiando-nos a capacidade de auxiliar.

Entre a Terra e o Céu, há precipícios de angústia e vales de escuridão, nos quais a vaidade humana expia e chora... Dores incontáveis surgem, depois do túmulo, onde a colheita do remorso encontra espinheiros de sombra e fel.

Só o trabalho é bastante forte para penetrar nos antros do sofrimento, iniciando a obra da redenção para os companheiros que desejam renovação.

Por isso mesmo, a ele nos cabe empenhar o coração com ardoroso fervor, a fim de aprendermos que servir aos outros é servir a nós próprios.

Trabalhemos, na certeza de que os sentimentos e as ideias, as atitudes e os atos, as palavras e as mãos no trabalho do bem constituem as bases do santuário espiritual em que nos compete converter a própria vida, para que Jesus por nós se manifeste, na edificação do Reino de Deus.

Aparecida

Livro: Temas da Vida - Francisco Cândido Xavier, por Espíritos Diversos - CEU – Cultura Espírita União